05/09/2017 15h52

Notícia tem bombado nas redes. Assessoria do STF diz que ela não tem nenhum fundamento; WhatsApp diz que não há qualquer registro sobre essa informação

Redação

O Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou os EUA a monitorar o WhatsApp de todos os brasileiros? Não é verdade.

A falsa notícia faz uma referência direta no título ao aplicativo de mensagens, mas também inclui no corpo do texto o Twitter, o Facebook e outros canais de comunicação. “A partir de amanhã já existe uma outra forma de vigilância”, diz a mensagem. “Tudo o que você escreve ou fala pode ser usado contra você.”

A assessoria do STF diz que não existe qualquer decisão do tribunal referente ao monitoramento do WhatsApp ou de outro aplicativo de mensagens. Uma simples busca pela expressão Whatsapp no site do Supremo mostra que a notícia não tem nenhum fundamento. O WhatsApp também confirma que não há qualquer registro sobre essa informação. O Facebook diz que se trata de um boato.

Há vários erros flagrantes no texto, como a palavra “tráfego” em vez de “tráfico” para fazer menção ao ilícito do comércio de drogas. Também há problemas de grafia e concordância.

(*) G1.Com

Aplicativos do Facebook e WhatsApp no iPhone (Foto: Justin Sullivan/Getty Images/AFP)

Reprodução de notícia falsa que circula em redes sociais (Foto: Reprodução)

Comentários