20/11/2006 16h55 – Atualizado em 20/11/2006 16h55

Agência Senado

Bastante emocionado, o senador Ney Suassuna (PMDB-PB) disse que o senador Ramez Tebet (PMDB-MS) foi um amigo pessoal e, por isso, estava sendo muito difícil assimilar a perda. Suassuna lembrou que foram mais de dez anos de convivência com Tebet no Senado Federal durante os quais viajaram juntos por vários países do Oriente Médio, quando recebeu ensinamentos de Tebet sobre os costumes e a culinária local. – Em uma viagem ao Mato Grosso do Sul, pude ver como ele era querido. Enquanto assumiu a vice-liderança do PMDB, chegou e me pedir desculpas por não poder comparecer a algumas reuniões de comissões devido à doença. Era humilde a esse ponto – ressaltou.

Comentários