29.3 C
Três Lagoas
quinta-feira, 5 de agosto, 2021
InícioNotíciasSul-mato-grossenses entram em ação na Olimpíada de Tóquio-2021

Sul-mato-grossenses entram em ação na Olimpíada de Tóquio-2021

O futebol é um dos únicos esportes que começaram antes da abertura oficial da Olimpíada em Tóquio

The Tokyo 2020 logo is pictured in Sagamihara on March 30, 2020. – Postponed Tokyo Olympics to open July 23, 2021, organisers said on March 30, 2020, announcing the new date after the Games were delayed because of the coronavirus pandemic. (Photo by CHARLY TRIBALLEAU / AFP)

Dois desportistas de Mato Grosso do Sul integram a delegação brasileira em busca de medalhas no maior e mais esperado evento esportivo do planeta. O nadador Leonardo de Deus e o judoca Rafael Silva, o “Baby”, vão representar o Brasil na Olimpíada, que segue até o dia 8 de agosto.

Além destes, mais duas atletas merecem ser mencionadas. Aléxia Nascimento foi convocada pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ) como atleta de apoio e auxiliará na preparação final dos judocas que pisarão oficialmente nos tatames. A zagueira Bruna Benites, nascida em Cuiabá (MT), é sul-mato-grossense de coração, desenvolveu boa parte de sua carreira em Campo Grande (MS) e estará com a seleção verde e amarela de futebol feminino na briga pelo ouro inédito.

Baby”: de olho na terceira medalha olímpica

O judô brasileiro contará nos tatames com o talento de Rafael Carlos da Silva, carinhosamente conhecido como “Baby”, pela categoria peso-pesado (acima de 100 kg), sendo um dos favoritos ao pódio. Natural de Campo Grande (MS), o atleta foi criado em Rolândia, no interior do Paraná, onde passou toda a infância e começou a praticar a modalidade aos 15 anos de idade.

O judoca de 34 anos é um dos veteranos da equipe e vai para sua terceira Olimpíada, atrás da terceira medalha. Em Londres-2012, Baby conquistou o bronze, primeira medalha da história dos pesados e a única do judô masculino naquela edição. Na Rio-2016, o sul-mato-grossense voltou a subir no pódio olímpico, assegurando outro bronze.

Em Tóquio, Rafael Silva estreia no dia 29 de julho, às 22h (de MS), nas preliminares. As repescagens, semifinais, disputas por bronze e finais serão realizadas na manhã seguinte, a partir das 4h (de MS). No dia 30, o atleta ajudará o Brasil na luta por equipes mistas, com disputas marcadas para os mesmos horários.

“Para mim, parece que é a primeira Olimpíada. Primeiro, porque cada Olimpíada é diferente. E essa, no meio dessa questão de pandemia, uma série de protocolos, de regras, então estou me adaptando a tudo isso. É uma sensação de estar sendo tudo novo”, disse o campo-grandense, em entrevista ao site da CBJ.

Aléxia Nascimento (foto) promessa para as próximas edições

Com apenas 18 anos, Aléxia Vitória Vilhalba Souza Nascimento está concentrada na cidade japonesa de Hamamatsu com a equipe de judô, como atleta de apoio (sparring). Ela ajuda na preparação dos judocas que vão lutar, em especial de Gabriela Chibana, da sua categoria de peso, a ligeiro (até 48 kg).

A beneficiária do Bolsa Atleta, programa do Governo do Estado, coordenado pela Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), é esperança de medalha para o Brasil nas próximas edições da competição global e já vem sendo preparada pela CBJ nos últimos anos, pensando na renovação dos judocas.

Em solo japonês, a campo-grandense vai ganhar experiência para os ciclos olímpicos futuros: Paris-2024 e Los Angeles-2028. “Estar em Tóquio é a realização de um sonho, mesmo não sendo pra lutar, como atleta de apoio. O sentimento é de muita gratidão, vou ganhar muita experiência com a vivência olímpica e levar para a vida toda”, expressa.

Léo de Deus (foto) o “dono” dos 200m borboleta brasileiro

Leonardo Gomes de Deus, mais conhecido apenas como Léo de Deus no meio esportivo, é o “dono” dos 200 metros no estilo borboleta da seleção olímpica brasileira de natação. O nadador de 30 anos nasceu em Campo Grande (MS), mas por ser filho de militar percorreu e morou em diversas cidades do país.

Hoje, é um dos mais experientes entre os 26 nadadores brasileiros que estão no Japão. Esta é sua terceira participação de Jogos Olímpicos da carreira (Londres-2012 e Rio-2016 as anteriores). O atleta de Mato Grosso do Sul classificou-se em abril deste ano, após obter índice em período de treinamento realizado no Rio de Janeiro (RJ).

Em Londres-2012, chegou à semifinal dos 200 metros costas e terminou na 13ª posição, além do 21º lugar nos 200 metros borboleta. Quatro anos depois, no Rio de Janeiro, quebrou o recorde brasileiro nos 200m costas, com o tempo de 1min57s e avançou para a semifinal. Depois, acabou não repetindo o desempenho e encerrou em 13º.

Léo de Deus entra na piscina no dia 26 de julho, às 6h29 (de MS), para a disputa das eliminatórias dos 200m borboleta. As semifinais ocorrerão no mesmo dia, às 22h35 (de MS) e as finais em 27 de julho, às 21h49 (de MS). A expectativa inicial é que o atleta brasileiro consiga vaga entre os oito melhores, algo até então inédito em sua trajetória.

Mesmo veterano em Jogos Olímpicos, o nadador de Campo Grande (MS) admite o nervosismo às vésperas de entrar na água, no Centro Aquático de Tóquio. “O frio na barriga é o mesmo daquele que senti em Londres, quando era um menino. Porém, agora me sinto na minha melhor forma física e mental e pronto para fazer a melhor Olimpíada da minha carreira”, disse em entrevista coletiva promovida pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Bruna Benites (foto) sul-mato-grossense de coração

Em Tóquio-2021, o Brasil tem a missão de conquistar a primeira medalha olímpica no futebol feminino. Desafio este que conta com os desarmes de Bruna Beatriz Benites Soares na defesa. Nascida em Cuiabá, capital do estado vizinho ao Norte, a zagueira de 35 anos foi revelada no futebol sul-mato-grossense, com a camisa do Esporte Clube Comercial.

Ela morou em Campo Grande (MS) com a família e cursou fisioterapia na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e, por isso, é considerada uma sul-mato-grossense de coração. Com a “Amarelinha”, foi campeã da Copa América de 2014, além de colecionar os títulos da Libertadores da América e Mundial de Clubes do mesmo ano. Tóquio-2021 será sua terceira Olimpíada consecutiva. Atualmente, a defensora veste as cores do Sport Club Internacional, de Porto Alegre (RS).

O futebol é um dos únicos esportes que começaram antes da abertura oficial da Olimpíada em Tóquio. A bola já rolou e o Brasil estreou com goleada por 5 a 0 diante da China, nesta quarta-feira (21), com Bruna Benites de titular, pela primeira rodada da fase de grupos. O grupo F ainda conta com Holanda e Zâmbia, adversários que a seleção tupiniquim enfrenta em 24 e 27 de julho, às 7h e 7h30 (de MS), respectivamente.

(*) Lucas Castro – Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte)

Foto de destaque: Kim Kyung-Hoon/Reuters

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS LIDAS

Comentários
error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.