08/12/2018 12h44

Segundo a polícia, Rosana Ribeiro Araújo foi enforcada pelo marido em Rio Preto (SP). Homem viajou três horas para deixar corpo às margens da rodovia de Itapura (SP).

Redação

O homem suspeito de matar a mulher em São José do Rio Preto (SP) e jogar o corpo dela às margens de uma rodovia em Itapura (SP), a cerca de 250 quilômetros de distância, confessou o crime à polícia nesta sexta-feira (7). Até então, ele negava as acusações.

De acordo com a Polícia Civil, ao ser confrontado pelo delegado com o conjunto de provas, o homem confessou o crime. Ele foi preso na quarta-feira (5), quando ia ao IML de Andradina (SP) para identificar o corpo da esposa, que foi encontrada sem os documentos.

Para a polícia, ele disse que teve uma discussão com a vítima no dia do crime e que ela teria o agredido. Para se defender, ele contou aos policiais que empurrou a mulher e depois a enforcou até a morte. A família contou à investigação que ele ameaçava Rosana .

Para se livrar o corpo, o homem estacionou o carro em marcha à ré na casa e colocou a vítima no porta-malas, dispensando bem longe do local do crime. Rio Preto fica a aproximadamente três horas de Itapura. Depois disso, ele escondeu os objetos pessoais dela em sua casa.

A polícia de Rio Preto desconfiou da atitude do suspeito desde que ele foi ao plantão policial comunicar o sumiço da mulher. Após levantar provas que poderia ter ocorrido um feminicídio, o delegado pediu à Justiça a prisão temporária do suspeito, antes mesmo do corpo ser localizado.

Corpo encontrado

O corpo de Rosana Ribeiro Araújo foi encontrado na manhã de terça-feira (4) por um motorista de um ônibus que passava no trecho entre a ponte sobre o Rio Tietê e o trevo de Itapura, na Rodovia Gérson Dourado de Oliveira. A polícia foi chamada e constatou que o corpo estava em avançado estado de decomposição.

No local, os policiais encontraram o corpo, que estava trajando bermuda jeans e blusa azul clara, e viram marcas de pneus próximo de onde ele está. A vítima ainda não tinha sido identificada.

Segundo a investigação, há suspeita de que a vítima tenha sido morta por estrangulamento na casa onde morava, no bairro Boa Vista, em São José do Rio Preto.

(*) Do G1

Corpo de Rosana Ribeiro Araújo foi encontrado às margens de rodovia de Itapura (SP) — Foto: Reprodução/TV TEM

Comentários