19/09/2019 16h44

Uma nova reunião foi agendada para a próxima semana

Gisele Berto

Foi realizada ontem, 18, mais uma reunião entre representantes da Suzano e dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Papel e Celulose de Três Lagoas. O encontro serviu para alinhar a proposta do Acordo Coletivo 2019/2020, porém, a negociação não chegou ao fim e um novo encontro foi agendado para o dia 26 de setembro.

A Suzano apresentou um reajuste salarial de 2,7%, o mesmo valor aplicado no auxílio-creche, filho excepcional, funeral e Ticket alimentação, além de um abono de R$ 1.600. “A proposta, definitivamente, não atende nossas expectativas, é inviável levar para assembleia números que se quer atingem o INPC, que foi de 3,16%. Recusamos na mesa, esperamos que uma oferta mais condizente com a realidade seja apresentada nos próximos dias”, disse o presidente da categoria, Almir Morgão.

O sindicato, por sua vez, aproveitou o momento e indicou uma contraproposta de 5% de aumento salarial, Ticket alimentação de R$ 380, auxílio-creche R$ 560, auxílio filho excepcional R$ 1.450, auxílio funeral R$ 5.000 e abono de R$ 2.000. “Precisamos de um acordo coletivo que contemple um ganho real, não queremos tirar o poder de consumo dos trabalhadores. Se isso acontecer todos são impactados, inclusive o comércio o local”, finalizou Morgão.

Foto: Divulgação

Comentários