06/11/2015 16h23 – Atualizado em 06/11/2015 16h23

As telhas são alternativas que diminuem o consumo da energia elétrica e aumentam o conforto térmico dos moradores

Assessoria

No momento da construção ou da reforma de um imóvel, é preciso pensar nos materiais que diminuem o custo tanto durante a obra quanto no dia a dia. As telhastermoacústicas são exemplos de produtos que diminuem o consumo da energia elétrica e aumentam o conforto térmico.

Para a instalação dessas telhas, é necessário ter uma estrutura de sustentação adequada, que facilite a mão de obra. Uma das explicações para esse material ser tão procurado é ele possuir duas telhas trapezoidais, que forma um sanduíche (telha + isolante + telha) e adere corretamente ao aço.

Mas, para ter conforto térmico dentro de casa, é preciso procurar por produtos que sejam adequados ao clima da região do país e avaliar a temperatura externa e a temperatura interna, além da preocupação com a manutenção e a conservação de energia.

Abaixo, algumas boas razões para adquirir uma telha termoacústica:

  • Chamada de telha sanduíche, ela possui uma cobertura que isola o som e qualquer ruído externo, além de resultar na diminuição da temperatura do ambiente;

  • É resistente ao fogo;

  • Seu material não permite que fique embolorada;

  • Ideal para instalações com vãos maiores.

REVESTIMENTO

Um dos melhores materiais para realizar a ligação estrutural entre as telhas é o poliuretano. Ele possui alto poder de aderência e cria um outro elemento resistente nas trocas de calor, o que reduz a utilização de equipamentos de refrigeração.

Já o poliestireno pode ser aplicado na telha superior para manter o isolamento térmico e costuma ter um preço mais baixo em relação ao poliuretano. É utilizado para conseguir um bom desempenho termoacústico. Para uma instalação mais eficiente, o ideal é complementá-lo com um ferro. Também pode ser utilizado sem a telha inferior e ser incorporado a um forro.

(*) Conversion

Um dos pontos positivos das telhas termoacústicas é que elas são resistentes ao fogo. (Foto: Assessoria)

Comentários