09/11/2015 09h28 – Atualizado em 09/11/2015 09h28

Ventos chegaram a 77 km/h. Corpo de Bombeiros socorreu motoristas submersos, moradores em casas inundadas e removeu árvores caídas. Mais de 800 clientes telefonaram à Elektro comunicando falta de luz. Restabelecimento geral de energia deve acontecer até as 11h de hoje

Lucas Gustavo

Uma forte chuva castigou Três Lagoas por volta das 19h de ontem (8). A tempestade, que durou cerca de uma hora e meia, deixou rastros de destruição em várias partes da cidade. Foram registrados alagamentos, quedas de árvores, além de casas destelhadas. A força do vento também arrancou fachadas de lojas e prédios públicos.

Na manhã desta segunda-feira (9), o Corpo de Bombeiros informou à reportagem do Perfil News que, apesar da intensidade do temporal, não houve registro de feridos. De acordo com o grupamento, o telefone 193 recebeu diversas chamadas durante a chuva. Os pedidos de socorro partiram de moradores com casas inundadas e de motoristas em carros submersos.

Para atender as ocorrências, os bombeiros priorizavam a ordem de entrada e as que envolviam idosos e crianças. Tanto no município quanto nas rodovias 262 e 158, as equipes atuaram na remoção de árvores caídas para liberar passagem aos veículos e pedestres.

APAGÃO GERAL

Funcionários da distribuidora de energia Elektro ainda trabalham para restabelecer a transmissão de luz em alguns pontos da cidade. Ao Perfil News, a empresa classificou como geral o apagão que atingiu o município por conta da tempestade.

A central de atendimento da concessionária recebeu 815 ligações de clientes de Três Lagoas comunicando falta de energia em suas casas. De acordo com a Elektro, a distribuição de luz será normalizada até as 11h de hoje (9).

HOSPITAL SEM ENERGIA

A falta de luz também atingiu o hospital Nossa Senhora Auxiliadora no período das 19h às 23h30. A assessoria de comunicação da unidade explicou à reportagem que um gerador supriu a energia interrompida e nenhum paciente foi prejudicado.

A UTI (Unidade de Terapia Intensiva), o Pronto Socorro e os setores de urgência e emergência funcionaram sem imprevistos.

Na rua Egídio Thomé, uma árvore caiu e atingiu um muro. (Foto: Divulgação).

Hospital Nossa Senhora Auxiliadora ficou mais de quatro horas sem energia. Unidade funcionou com gerador. (Foto: Divulgação).

Comentários