20/09/2017 14h11

De acordo com os sindicatos que representam a categoria, aproximadamente 70% dos profissionais aderiram ao movimento. A reivindicação é nacional.

Flávio Veras

Em Três Lagoas, trabalhadores dos Correios aderiram à paralisação nacional da categoria na manhã desta quarta-feira (20), em Três Lagoas. Sindicatos que representam a categoria em Mato Grosso do Sul tomaram a decisão realizada na última terça-feira (19), em Campo Grande.

Segundo os representantes da categoria, os profissionais reivindicam reposição salarial e R$ 300 de aumento linear e manutenção do acordo coletivo aprovado no ano passado. Devido à greve, 70% dos trabalhadores cruzaram os braços e aderiram ao movimento. Portanto, pode correr o risco das entregas serem prejudicadas.

Porém, por meio de uma nota, os Correios no estado alegou “que não afeta os serviços de atendimento dos Correios em todas as regiões do Mato Grosso do Sul. Hoje, algumas agências do sul do Estado interromperam o atendimento, no entanto, os Correios já adotaram ações para que os serviços voltem a normalidade até amanhã (21)”.
A empresa afirmou ainda que “nas demais regiões, inclusive nas que aderiram ao movimento paredista, as agências estão abertas e todos os serviços estão disponíveis”.

Sobre as negociações, Os Correios informou que os sindicatos que não aderiram à paralisação ainda estão sendo realizadas acordos nesta semana. “Os Correios continuam dispostos a negociar e dialogar com as representações dos trabalhadores na busca de soluções que o momento exige e considera a greve um ato precipitado que desqualifica o processo de negociação e prejudica todo o esforço realizado durante este ano para retomar a qualidade e os resultados financeiros da empresa”, finalizou a empresa.

Devido à greve, 70% dos trabalhadores cruzaram os braços e aderiram ao movimento. (Arquivo Perfil News)

Comentários