19/06/2017 09h31

Os candidatos deverão estar cadastrados no sistema de habitação do Município

Redação

Depois de uma intensa negociação entre o Município e os órgãos dos governos Federal e Estadual, os cidadãos de Três Lagoas que estão na faixa 1,5, 2 e 3 poderão disputar cerca de 400 casas populares que deverão ser construídas na área central da Cidade.

Conforme o Prefeito Angelo Guerreiro, as negociações começaram entre a nova gestão e Técnicos do Patrimônio da União o que está resultando na doação dos terrenos próximos ao Comando da Polícia Militar e a Câmara Municipal onde deverão ser construídas as moradias.

Os candidatos deverão estar cadastrados no sistema de habitação do Município, possuírem os documentos exigidos como o NIS – Número de Identificação Social, gerado pelo CRAS.

A aprovação dos contemplados deverá seguir o mesmo ritual e é realizada pela Caixa Econômica Federal e Ministério das Cidades. Vale lembrar que o processo ainda não tem data para iniciar uma vez que a doação do terreno ainda não se efetivou. Conforme o Prefeito Angelo Guerreiro, todos os procedimentos serão anunciados pela imprensa.

(*) Assessoria de Comunicação Prefeitura de Três Lagoas

As  negociações começaram entre a nova gestão e Técnicos do Patrimônio da União (Foto/Assessoria)

Comentários