25/04/2016 14h37 – Atualizado em 25/04/2016 14h37

População poderá participar das palestras sobre prevenção e tratamento contra a doença

Assessoria

Teve início nesta segunda-feira (25), no Centro Comunitário da Capela São Sebastião, a Semana de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial. A ação é promovida pela Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e do Programa Hiperdia, cujo objetivo é alertar as pessoas sobre os cuidados com pressão alta.

No primeiro dia, um grupo de moradores da região do Jardim Maristela e também participantes do Programa Hiperdia receberam orientações do educador físico e atual responsável pelo programa, Denis da Silva Miranda.

Na terça-feira, 26 de abril, data em que se celebra o Dia Nacional de Prevenção e Combate a Hipertensão Arterial, será em frente à Igreja Santa Luzia, no bairro Santa Luzia. Participantes também receberão orientações de como melhorar a saúde e evitar complicações do aumento da pressão arterial.

PROGRAMA HIPERDIA

Em Três Lagoas, uma das ações no combate e prevenção à hipertensão arterial é o Programa Hiperdia da Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo Miranda o Programa Hiperdia realiza cadastramento e acompanhamento de pacientes cadastrados de hipertensão arterial e/ou diabetes tipo 2 que são atendidos nas unidades públicas de Saúde. A partir deste cadastro realizam a monitoria dos pacientes cadastrados como também o controle da doença por meio de orientações e também atividades físicas. As informações colhidas, como por exemplo, exame dextro (exame de glicemia) e pressão arterial, são encaminhados ao Cartão Nacional da Saúde que gera uma identificação única do usuário do serviço do Sistema Único de Saúde – SUS.

Segundo dados apresentados pela Secretaria Municipal de Saúde, no ano passado foram atendidos 161 pacientes com problemas de diabetes e pressão alta e 539 procedimentos realizados.

(*) Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Três Lagoas

População poderá participar das palestras sobre prevenção e tratamento contra a doença. (Foto: Assessoria)

Comentários