02/08/2017 16h17

Projeto foi desenvolvido pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em parceria com o Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde

Redação

Representantes dos 10 municípios da macrorregião de Três Lagoas participaram de seminário de sensibilização e conhecimento do projeto “Gestão para Educação Permanente dos Profissionais da Rede de Atenção às Urgências (GEPPRAU)”, nesta quarta-feira (2), nas dependências da Escola do Sesi (Serviço Social da Indústria).

Constituem a macrorregião de Três Lagoas os municípios de Água Clara, Aparecida do Taboado, Brasilândia, Bataguassu, Cassilândia, Inocência, Paranaíba, Santa Rita do Pardo, Selvíria e Três Lagoas.
Na abertura do seminário, entre as autoridades, estiveram presentes a secretária de Saúde de Três Lagoas, Angelina Zuque; e a representante da Coordenação Geral de Urgência e Emergência do Ministério da Saúde, Pâmela Moreira Costa Diana.

O projeto foi desenvolvido pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em parceria com o Ministério da Saúde (MS) e a Secretaria Estadual de Saúde, no âmbito do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS).

O supervisor de projetos do Hospital Oswaldo Cruz, Sidney Marcel Domingues, informou que, o projeto GEPPRAU, “por meio de seu Processo de Formação-Ação, busca apoiar os gestores na integração entre os componentes da Rede de Atenção às Urgências (RAU) na indução de ações voltadas às melhorias dos processos gerenciais e, consequentemente, na qualificação dos resultados assistenciais para os cidadãos usuários do SUS e seus trabalhadores”.

Além disso, “visa contribuir para implantação dos Núcleos Regionais de Educação em Urgências (NEUs), promovendo a educação permanente dos profissionais”, informou.
Segundo expôs Sidney, a formação é voltada para lideranças dos componentes da RAU (Atenção Básica, SAMU 192, UPA, Hospitais, Atenção Domiciliar, Força Nacional de Saúde), dos Núcleos de Educação em Urgência (NEU) e Núcleos de Educação Permanente (NEP), além de representantes de instituições de educação, Defesa Civil e outras entidades relacionadas às urgências.

Nos encontros presenciais, que ocorrem mensalmente, terminando em dezembro, e nas atividades em campo, os 100 participantes da macrorregião de Três Lagoas são estimulados a constituir um espaço para o planejamento compartilhado, propondo ações voltadas para superação de problemas nos processos de trabalho, valorizando a qualificação dos profissionais para que estejam preparados para atender à população de forma eficaz, oportuna e segura.

(*) Assessoria de Comunicação Prefeitura de Três Lagoas

Os encontros presenciais, que ocorrem mensalmente, terminando em dezembro (Foto/Assessoria)

Comentários