08/03/2012 17h01 – Atualizado em 08/03/2012 17h01

Falta de vaga no centro da cidade justificaria implantação de estacionamento regulamentado

Objetivo é melhorar o trânsito da cidade que hoje está sobrecarregado com o crescimento da frota de carros e motocicletas

Rafael Furlan

O diretor de trânsito anunciou ‘ajustes’ no trânsito na área central e admite a hipótese de regulamentar o estacionamento. Hoje a população enfrenta transtornos em razão do grande número de veículos estacionados e em circulação no centro comercial. O estacionamento regulamentado deve acabar com as vagas diagonais – 45º.

Com o crescimento constante em diversos setores, principalmente indústria e comércio, os problemas relacionados com o trânsito surgem diariamente. Além do crescimento de moradores, a cidade também tem uma população flutuante, que fez aumentar ainda mais a criculação de veículos.

Por causa da ‘explosão’ demográfica, a parte da cidade onde se concentram as lojas, escritórios e bancos fica congestionada. Para a Diretoria de Trânsito, serão necessárias medidas urgentes e o fim do atual sistema de estacionamento pode vir mais cedo do que se previa. O estacionamento regulamentado pode ser implantado por meio de delimitação da chamada Área azul ou instalação de parquímetro (hipótese menos provável). Para estacionar o condutor vai por a mão no bolso para remunerar o sistema.

TRÂNSITO CAÓTICO

O problema do trânsito em três Lagoas não fica apenas na falta de vaga para estacionar. Usuários culpam a sinalização pelo grande número de acidentes. Mas a imprudência e o aumento do fluxo também são fatores apontados. Estima-se que mais de 50% dos 100 mil habitantes de Três Lagoas possuem um ou mais veículo – carro ou motocicleta. Mas praticamente toda a população possui bicicleta, o veículo que também toma cada vez mais espaço no centro da cidade.

De acordo com o diretor de Trânsito da cidade, Milton Silveira, a cidade já teria mais de 50 mil veículos, para uma estrutura de tráfego antiga. ‘Há ainda a frota de veículos da população flutuante’, lembra.

Ele ressalta ainda que o processo de industrialização trouxe o progresso, mas fez aumentar também problemas de trânsito. “A gente sabe que a cidade está passando por um processo de industrialização. Isso reflete diretamente na frota de veículos. Aumentando essa frota surgem vários problemas e as pessoas precisam entender isso”, ressalta.

Já para o tenente da Polícia Militar Willian Silva do Nascimento, “tanto o condutor, quanto o pedestre precisam tomar muito cuidado com essa movimentação intensa de veículos na cidade. Devem respeitar as leis de trânsito e fazer a travessia em lugar correto e seguro”.

ESTACIONAMENTO ROTATIVO

A reportagem do Perfil News acompanhou nesta quinta-feira as dificuldades enfrentadas pelos condutores para estacionar no centro da cidade. Em 10 minutos o trânsito parou em razão do estacionamento 45º, já que a cada manobra os veículos em trânsito ficam sem espaço para prosseguir na pista. Na área central é praticamente impossível encontrar vaga nos chamados horários de rush.

De acordo com o diretor de Trânsito de Três Lagoas,o estacionamento rotativo assegura vez para todos. “Eu acredito que no próximo ano será implantado a área azul que nada mais é do que um estacionamento pago e rotativo. No total, 90% dos estacionamentos da área central são ocupados por pessoas que trabalham no comércio”, disse.

Com a implantação do sistema de estacionamento regulamentado, Três Lagoas terá mais vagas disponíveis e o trânsito deve fluir melhor, segundo o diretor de Trânsito.

FIM DA PARADA EM DIAGONAL

“Podemos tirar o estacionamento 45º com a vinda da área azul. Um processo licitatório será feito e podemos colocar para uma entidade social assumir, porém, o município terá mais responsabilidade na gestão”, disse Silveira.

Estacionamento gera problemas e motoristas reclamam. (Foto: César Esquibel)

O horário das 12h é o mais crítico para encontrar vaga para estacionar nas ruas de Três Lagoas. (Foto: César Esquibel)

Comentários