26.5 C
Três Lagoas
quinta-feira, 18 de agosto, 2022
InícioColunistasCaldeirão do BolsãoTrês Lagoas poderá virar uma Big Brother

Três Lagoas poderá virar uma Big Brother

29/12/2010 14h24 – Atualizado em 29/12/2010 14h24

CIDADE MONITORADA

Serão instalados câmeras para monitorar toda cidade

Caldeirão do Bolsão – Ricardo Ojeda

CIDADE MONITORADA

Um tucunaré, daqueles bem informado, disse ao titular do Caldeirão que em breve Três Lagoas poderá virar uma Big Brother. Informações dão conta que serão instaladas câmeras para monitorar toda cidade. Os equipamentos serão implantados no alto da torre de transmissão de TV, localizado no bairro Santa Luzia. Parceria entre a prefeitura e Petrobrás vão bancar o projeto.

PROJETO ANTIGO

Importante salientar que o empresário Renato Queiroz, da empresa SVM já tem um projeto desses em mãos, que inclusive foi detalhado para os vereadores no ano passado. Seria salutar que antes da implantação do sistema, ele fosse consultado para dar a sua parcela de contribuição.

NO COMANDO

A ex-prefeita e vice-governadora eleita, Simone Tebet comandará o governo do Estado entre os dias 09 a 23 de janeiro. Nesse período, o titular, André Puccinelli vai curtir férias no litoral e ela assumirá o governo. Com certeza, Simone visitará Três Lagoas na condição de governadora.

HISTÓRICO POLÍTICO

Importante lembrar, que seu saudoso pai, Ramez Tebet assumiu várias vezes o governo do Estado, quando era vice do então governador, Wilson Barbosa Martins. Em 14 de março de 1986, Ramez assumiu o governo, quando o titular se afastou para concorrer ao senado. Ele governou o Estado até 15 de março de 1987, quando empossou Marcelo Miranda.

STAND BY

Agora a história pode se repetir. No segundo mandato de Puccinelli, Simone, com certeza assumirá por várias vezes o comando administrativo do Estado. Caso André dispute o senado, ela assume o governo por 10 meses, como aconteceu com seu pai.

DOIS NOMES

Embora negue com veemência, a vice-governadora eleita, Simone Tebet está no páreo para concorrer à prefeitura de Campo Grande. Outro nome forte do PMDB é o deputado federal eleito, Edson Giroto. Os dois têm as bênçãos do cacique do partido, governador André Puccinelli.

JOGO ABERTO

A imprensa da capital, mais precisamente a coluna Jogo Aberto, do Campo Grande News, divulgou nota essa semana, abordando o assunto.

PROJETO POLÍTICO

A prova mais contundente desse comentário foi o deputado estadual eleito, Eduardo Rocha, quando disse que em política tudo pode acontecer. Embora tenha comentado que o projeto político de Simone Tebet, é o senado, deixou transparecer que comandar a prefeitura de Campo Grande é muito bem vindo.

HOLOFOTE

Rocha disse ainda que administrar a prefeitura de Campo Grande é um holofote. Grandes lideres políticos do Estado, dos quais; André Puccinelli, Levy Dias, Juvêncio Cezar da Fonseca, Marcelo Miranda foram projetados da cadeira do prefeito da capital.

ZONA

O comando do trânsito da Polícia Militar de Três Lagoas poderia agir com mais rigor com os motoqueiros que trafegam em alta velocidade, furando sinal, desrespeitando as regras de trânsito. Enfim, uma zona só.

RIGOR

Esses irresponsáveis além de colocarem suas vidas em riscos atentam contra a dos outros também. Se a PM agir com mais rigor, apreendendo as motos e aplicando multa, quem sabe as estatísticas de acidente não diminuiriam.

TRÁGICO

Por causa de alta velocidade, recentemente uma jovem de 18 anos perdeu a vida, quando bateu com outra moto no cruzamento da Avenida Filinto Muller com a Rua João Gonçalves de Oliveira. Lamentável…

VENDAS AQUECIDAS

Todo ano é a mesma coisa. Durante vários meses do ano, os comerciantes falam em crise, que as vendas diminuíram e que o comércio de fim de ano será fraco, Passado o Natal, vem à comemoração das vendas aquecidas, embaladas pelo clima de fim de ano. A choradeira é desnecessária.

DANÇA DAS CADEIRAS

Fonte fidedigna disse ao Caldeirão que a prefeita Márcia Moura vai mexer na composição do seu secretariado. Tal mudança é necessária para dar oportunidade à Márcia administrar com seu estilo. O atual secretariado tem a cara de Simone Tebet.

CONFIANÇA

Não que a equipe não esteja funcionando como se deve, mas é preciso dar oportunidade à Márcia trabalhar com nomes de sua inteira confiança, Informou a fonte. Se o comentário tiver embasamento, os festejos de fim de ano para integrantes do primeiro escalão não será alegres como de outrora.

CICLO DE DESENVOLVIMENTO

Leitores do Caldeirão enviaram comentários ao Perfil News para comentar sobre Bataguassu. Pois bem, 2011 será o ano de muitos investimentos, empregos e renda naquele município. Com a instalação da ZPE (Zona de Processamento de Exportação), a cidade terá um novo ciclo de desenvolvimento.

CRÉDITOS

A conquista do ZPE para o município deve ser creditada ao prefeito João Carlos Lemes, que não mediu esforços para atender os requisitos exigidos para instalação da Zona de Processamento.

NA FRENTE

Bataguassu saiu na frente até de Corumbá. O prefeito daquele município, Ruiter Cunha (PT), vinha há tempos trabalhando para conseguir a ZPE. Mas, por falta de estudos mais concretos e projetos definidos da área não conseguiu emplacar. João Carlos liquidou a fatura e agora a ZPE é realidade em Bataguassu.

ESCOLINHA

Inclusive na ocasião, o senador Delcídio Amaral (PT), disse que a equipe técnica da prefeitura de Corumbá deveria fazer uma visita à Bataguassu para aprender desenvolver projetos.

LIVRE COMÉRCIO

As ZPE caracterizam-se como áreas de livre comércio com o exterior, destinadas à instalação de empresas voltadas para a produção de bens a serem comercializados no exterior, sendo consideradas zonas primárias para efeito de controle aduaneiro.

DESEQUILÍBRIOS REGIONAIS

As unidades são instaladas nas regiões menos desenvolvidas do País, objetivando reduzir desequilíbrios regionais, bem como fortalecer o balanço de pagamentos e promover a difusão tecnológica e o desenvolvimento econômico e social do País. Toda produção deve ser destinada, exclusivamente, ao Exterior, sendo proibida sua venda no mercado doméstico.

MUDANÇA NA LEI

Quanto à instalação da multinacional Portucel, fábrica portuguesa de Papel e Celulose, sua implantação em Bataguassu vai depender ainda de uma série de fatores, como, por exemplo, a mudança na Lei de Investimentos estrangeiros.

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.