30/01/2019 07h14

Foram confirmados 27 casos; Secretaria de Saúde diz que números vêm caindo, mas cidade ainda é o primeiro lugar no ranking de incidência no Estado

Gisele Berto

A Secretaria de Saúde de Três Lagoas divulgou ontem, 29, o boletim dos casos de dengue na cidade.
Nas quatro primeiras semanas do ano, foram notificados 1.072 casos suspeitos da doença, com 27 positivos até o momento.

A incidência (número de casos para cada 100 mil habitantes) atinge os 683. A média do estado de MS é de 53. A Capital, Campo Grande, por exemplo, tem incidência de 38.

Os resultados são parciais, pois parte das amostras que foram enviadas para o Laboratório Central de Mato Grosso do Sul (LACEM) ainda não foi finalizada devido a uma reorganização logística do Ministério da Saúde.

QUEDA NAS NOTIFICAÇÕES

Segundo a SMS, na primeira semana foram 360 notificações suspeitas da doença com 14 positivos, na semana seguinte caiu para 337 com 12 confirmados. Na terceira e quarta semana, que ainda aguarda resultados, foram notificados 202 e 173 suspeitos, respectivamente, porém há a conclusão de apenas um confirmado, até o momento.

A Secretária de Saúde, Angelina Zuque, afirma que houve uma queda considerável no número de casos. “Mesmo assim, é necessário manter a atenção sobre os criadouros, que na maior parte dos casos estão dentro das próprias residências, tanto que nossas equipes de agente de endemias estão nos bairros fazendo um mutirão de limpeza e conscientização”, comentou Angelina.

A infestação também atinge cidades vizinhas. Andradina, por exemplo, é a cidade com o maior número de casos da doença de todo o estado de SP, com cerca de 300 casos confirmados. No MS, Água Clara, Selvíria e Brasilândia também estão no topo da lista de incidência do mosquito na cidade.

Comentários