26/06/2015 09h49 – Atualizado em 26/06/2015 09h49

Alex Anacleto marcou encontro e levou Isis Caroline até um córrego na saída de Ribas do Rio Pardo, onde a matou e deixou o corpo; o crime foi descoberto seis dias depois

Fábio Jorge

O três-lagoense Alex Arlindo Anacleto de Souza (32) vai ser julgado na cidade de Ribas do Rio Pardo pelo crime de homicídio contra a ex-mulher Isis Caroline da Silva Santos (24), ocorrido no início do mês de junho deste ano.

De acordo com o Correio do Estado, o Ministério Público pediu a remessa dos autos para a Comarca de Ribas, conforme exige o Código de Processo Civil, que estabelece que a ação criminal tramite na localidade onde aconteceu o fato.

O CRIME

Alex é acusado de ter assassinado a ex-esposa Isis Caroline e ter jogado o corpo em um córrego localizado na saída de Ribas do Rio Pardo. O autor já havia sido preso em 2014 por agressão, estupro e cárcere privado contra a própria vítima, que na época morava em Três Lagoas com o acusado e havia se separado do marido recentemente justamente pelas violências sofridas.

Isis foi procurada por Alex no último dia 01, quando desapareceu. Na ocasião, a mulher estava morando com as duas filhas no bairro Pioneiros em Campo Grande. O corpo dela foi encontrado seis dias depois. Familiares relatam que depois de ter saído da penitenciária, o acusado afirmou que ia se vingar da ex-esposa e fez vários contatos. Ele permanece preso na penitenciária de Campo Grande.

Acusado sendo apresentado pelos agentes do DEAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) da Capital (foto: Correio do Estado)

Comentários