25.7 C
Três Lagoas
segunda-feira, 25 de outubro, 2021
InícioNotíciasTrês-Lagoenses encontram na celulose a oportunidade de crescerem profissionalmente

Três-Lagoenses encontram na celulose a oportunidade de crescerem profissionalmente

Colaboradores da Eldorado Brasil compartilham histórias de sucesso na Capital da Celulose

Em 15 de junho de 2010, quando Três Lagoas celebrava 95 anos de emancipação, a Eldorado Brasil lançava a pedra fundamental da fábrica que começava a construir na cidade. De lá pra cá, são quase 14 milhões de toneladas de celulose produzidas, mais de 200 mil hectares de florestas plantadas e mais de cinco mil colaboradores. A maioria dessas pessoas vive em Três Lagoas e cresceu junto com a empresa nestes 11 anos, contribuindo para que a cidade se tornasse a Capital Nacional da Celulose.

Marijane construiu sua carreia em Três Lagoas na silvicultura (Foto: Assessoria)

É o caso da Marijane Oliveira, que encontrou na silvicultura a oportunidade de realizar sonhos. “Entrei na Eldorado em 2015 e já tive a felicidade de ser promovida quatro vezes. Comecei como assistente administrativa, cursei faculdade e hoje atuo na estratégia de custos e resultados, tudo dentro da silvicultura. Esse reconhecimento fez toda a diferença na minha história”, relata Marijane, hoje com 30 anos de idade.

Desde o início da produção da celulose, em novembro de 2012, a Eldorado Brasil ajudou pessoas da região a iniciarem a carreira profissional. Vitor Franzin, por exemplo, sonhava em trabalhar na indústria. Em dezembro de 2015, ingressou como monitor florestal, enquanto estudava automação industrial no Senai. Há um ano, tornou-se operador industrial, cumprindo seu objetivo. “Aqui todos usam o mesmo uniforme, almoçam juntos, têm liberdade para falar. Para mim, isso é valorizar as pessoas”, diz Vitor.

VALORIZANDO PESSOAS

Para o diretor de Recursos Humanos, Sustentabilidade e Comunicação Interna, Elcio Trajano Jr, uma cidade cresce quando oferece condições para seus moradores prosperarem. “Valorização das Pessoas é um dos nossos direcionadores. Por isso, quando uma vaga é aberta, buscamos gente apaixonada pelo que faz e que goste de superar desafios. Recrutamos com base nos Valores e Competências para desempenhar as atividades e procuramos atrair pessoas chaves, olhando primeiramente o público interno. Esse desenvolvimento interno engaja o colaborador e nos faz produzir mais e melhor”, avalia o diretor.

Trajano cita o exemplo da primeira usina termelétrica da companhia. Para o projeto da UTE Onça Pintada, foram priorizados os profissionais já contratados, oferecendo oportunidades de promoção e desenvolvimento de novas habilidades.

Leandro cresceu na Eldorado, casou há um ano e agora é pai da Isabella (Foto: Assessoria)

Muitos começaram na função de aprendiz, como Leandro Cordeiro, que trabalha na empresa desde 2013. “Comecei muito jovem na Eldorado. Depois, entrei na faculdade e consegui, dentro da empresa, um estágio na minha área. Desde 2019, atuo no setor de Remuneração e Benefícios, área que escolhi para fazer carreira”, conta. Hoje com 25 anos, o marido da Juliana e pai da Isabella, três-lagoense que acaba de completar seis meses de vida.

Em 2020, a Eldorado Brasil contratou 1.061 funcionários, a maioria de suas operações em Mato Grosso do Sul. Nos cinco primeiros meses deste ano, outras 500 pessoas ingressaram no time, incluindo uma centena de motoristas, operadores florestais e profissionais de manutenção.  A empresa também gera empregos indiretos na região: dos 420 fornecedores cadastrados, mais de 300 são empresas três-lagoenses – números que retratam o avanço da Eldorado Brasil nesse período, junto com Três de Lagoas que completa 106 anos de história e desenvolvimento.

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Comentários
error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.