17/03/2016 15h52 – Atualizado em 17/03/2016 15h52

Três-lagoenses vestem-se de preto em protesto contra nomeação de Lula na Casa Civil

A população de Três Lagoas iniciou apoio aos manifestos que começaram na noite de quarta-feira em várias cidades do Brasil, contra a corrupção e a nomeação de ex-presidente Lula no cargo de ministro chefe da Casa Civil

Ricardo Ojeda e Patrícia Miranda

Quem andou pelas ruas de Três Lagoas na manhã desta quinta-feira (17) pode observar que o preto predominou nas roupas das pessoas. Uma parte da população resolveu sair de preto, como forma de indignação com a nomeação do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva para o cargo de Ministro da Casa Civil. Lula é um dos principais envolvidos na operação Lava Jato.

Vestidos com camisetas pretas, muitos três-lagoenses foram trabalhar e fazer atividades do cotidiano. Em órgãos federais como é o caso da Receita Federal e do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) em Três Lagoas, colaboradores, adotaram o “luto” como forma de protesto.

O Perfil News foi às ruas conferir a repulsa que é de forma pacífica. Na Rua Oscar Guimarães encontrou comerciantes que demonstraram a sua indignação em forma de faixas instaladas nas portas dos comércios.

Com os dizeres “FORA PT”, em tecidos pretos, a loja Moulage Textil, afirmava a discordância do atual governo. A empresária Reylla Almeida Borges, disse à reportagem do Perfil News que o momento não é para ter medo. “Ficamos meio receosos por sermos comerciantes e expor a faixa, mas chegamos ao fim no que acreditamos do que é correto. Está muito óbvio que não dá para continuar assim, o povo tem que reagir”, explica.

A loja de Reylla é do segmento de tecidos e ela resolveu colocar a faixa em frente à loja, após o pedido de outro empresário que queria colocar um tecido com os mesmos dizeres em seu estabelecimento.

Na mesma quadra, outra loja com a mesma faixa, no local, em compras, o casal Marilene Ferreira e Gabriel Borges, junto com seus filhos, confirmavam o dia de repulsa.

Marilene comentou que o dia foi diferente. “Acordamos de luto hoje! Caos total e revolta. Até concordo que deva ser bom, para ver a que ponto chegamos, para finalmente acordarmos”, disse a dona de casa. Gabriel completou, “acordamos de um sono, vamos participar e vestir preto porque é revoltante”, explicou o prestador de serviços.

PROTESTO NA PRAÇA

Os comerciantes mencionaram que uma manifestação está sendo organizada às 18h, desta quinta-feira (17) na Praça Senador Ramez Tebet para que os três-lagoenses protestem.

O Perfil News entrou em contato com o empresário Atílio D’Agosto, presidente da ACTL (Associação Comercial de Três Lagoas), que informou que a entidade está organizando uma manifestação, mas não estava ainda definida. “Se ocorrer será na Praça Ramez Tebet, a partir das 17 horas”, concluiu, D’Agosto.

Grupo entre clientes e funcionários de uma loja de artigos esportivos aderiram a cor preta em forma de protesto contra a atual situação politica e econômica do País (Foto: Ricardo Ojeda)

Facha da loja que comercializa tecidos enfeitou a frente da vitrine com uma faixa de protesto

Outra loja, na Oscar Guimarães também aderiu ao protesto e chamou a atenção das pessoas (Foto: Ricardo Ojeda)

A empresária, Reylla Almeida Borges, disse à reportagem do Perfil News que o momento não é para ter medo (Foto: Ricardo Ojeda)

Servidoras da Receita Federal e do INSS de Três Lagoas também escolheram a cor preta para protestar (Foto: Divulgação)

O casal Marilene Ferreira e Gabriel Borges:

Até as crianças, embora na sua inocência também  se manifestaram usando roupas preta (Foto: Ricardo Ojeda)

Comentários