04/04/2014 09h47 – Atualizado em 04/04/2014 09h47

Mudança de local se fez necessária enquanto durarem as reformas dos antigos prédios para melhoria da qualidade dos serviços prestados à população

Da Redação

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, comunica à população que três Unidades de Saúde (ESF Jupiá, ESF Vila Haro e EACS Vila Nova) mudaram de endereço, devido a obras de ampliação e reforma que se fazem necessárias nesses imóveis, para a melhoria da qualidade dos serviços.

Como havia sido anunciado, o atendimento à população nessas Unidades de Saúde volta à normalidade, na segunda-feira (7) nos seguintes endereços: ESF Jupiá foi transferido provisoriamente para a Rua Sigma, número 270, no mesmo bairro de Jupiá; ESF Vila Haro passa a atender à população na Rua Irmã Rosita de Oliveira Lima, número 349, Vila Haro; e a EACS Vila Nova passa provisoriamente a funcionar na Rua David Alexandria de Souza, número 1.426, no bairro Vila Nova.

A Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas estima que o prazo para a conclusão das obras é de seis meses.

“Durante esse período da reforma e ampliação, a população continuará sendo atendida nesses endereços provisórios”, informou a diretora de Saúde Coletiva da Secretaria Municipal de Saúde, Ludmila do Valle Silva.

“Após as obras de ampliação e reformas, essas Unidades estarão aptas a atender de forma satisfatória e integral, oferecendo melhores condições de acolhimento à nossa população”, observou a diretora de Saúde Coletiva.

“Esses benefícios que virão com a ampliação e reforma dessas Unidades também criam melhores condições de trabalho dos nossos servidores, revertendo na melhoria da qualidade e eficiência dos serviços que prestamos à população”, completou Ludmila.

(*) Com informações de Assecom Prefeitura de Três Lagoas

A Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas estima que o prazo para a conclusão das obras é de seis meses (Foto: Divulgação/Assecom)

Após as obras de ampliação e reformas, essas Unidades estarão aptas a atender de forma satisfatória e integral, oferecendo melhores condições de acolhimento à nossa população (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários