05/09/2014 09h29 – Atualizado em 05/09/2014 09h29

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lacrou ontem (4), os sistemas que serão utilizados nas eleições de 2014. A lacração significa que as versões finais dos programas a serem utilizados nas eleições estão prontas para envio aos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs)

Marcelo Brandão, da Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lacrou ontem (4), os sistemas que serão utilizados nas eleições de 2014. Durante a cerimônia, o presidente do TSE, Dias Toffoli, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, bem como o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinicius Coêlho, assinaram digitalmente os programas das eleições. A lacração significa que as versões finais dos programas a serem utilizados nas eleições estão prontas para envio aos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).

Os programas foram gravados em dois CD’s, que foram levados a um cofre do próprio tribunal. Esse cofre também guarda softwares das eleições anteriores. O próximo passo será transmiti-los aos Tribunais Regionais Eleitorais. Os programas funcionarão nos computadores da Justiça Eleitoral após ativação mediante senhas geradas pelo TSE.

Além, de Toffoli, Janot e Coêlho, o vice-presidente TSE, Gilmar Mendes, e do ministro do tribunal, Luiz Fux, também participaram da cerimônia. Todos os partidos políticos poderiam acompanhar e assinar a lacração dos softwares, mas apenas dois compareceram, o PDT e o PCdoB. “A grande prova da garantia da urna eletrônica se mostra pela quantidade de partidos políticos aqui presentes. A confiabilidade do sistema é tão grande que não há divergências a esse respeito”, disse Toffoli.

Os programas foram gravados em dois CD's, que foram levados a um cofre do próprio tribunal. Esse cofre também guarda softwares das eleições anteriores (Foto: Google Imagens)

Comentários