05/11/2015 08h02 – Atualizado em 05/11/2015 08h02

TV Morena é grande vencedora do Prêmio MS Industrial de Jornalismo na modalidade Capital

Solenidade de entrega foi realizada na quarta-feira (04/11), no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS)

Assessoria

Com a reportagem “Fábrica de Chapéus”, da jornalista Cláudia Gaigher, a TV Morena foi a grande vencedora do Prêmio MS Industrial de Jornalismo 2015, na modalidade Capital, cuja solenidade de entrega foi realizada nesta quarta-feira (04/11), no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), tendo a jornalista Veruska Donato, da Rede Globo, como mestre de cerimônia.

“Receber essa premiação estando no Estado em que atuamos é muito emocionante. Foram duas grandes surpresas, um grande reconhecimento. Além disso, podemos contar histórias que mostram que que existem caminhos possíveis e oportunidades mesmo no cenário de crise”, disse Cláudia Gaigher, que também foi a campeã da categoria Telejornalismo, modalidade Capital.

Para o presidente da Fiems, Sérgio Longen, foi gratificante a realização de um Prêmio, pois é uma forma de reconhecer os melhores trabalhos. “É extremamente importante a indústria da comunicação trazendo os números e informações que vão construindo e moldando o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul”, declarou.

A jornalista Veruska Donato, que apresentou o Prêmio, salientou a importância do reconhecimento para os profissionais e também da temática que envolveu o Prêmio. “É grande a importância do Sistema S e do trabalho que realiza. O Governo poderia, inclusive, fazer algo semelhante”, disse, ressaltando que o empreendedorismo é pauta presente no dia a dia dela.

OUTRAS CATEGORIAS

Na categoria Fotojornalismo, modalidade Capital, a vencedora foi Thalita da Luz Vieira de Assis, do Portal da Educação, com a matéria “Em tempos de crise o melhor investimento é o conhecimento”. “Ficamos entusiasmadas como tema e encontramos uma boa história. Queríamos mostrar o que vivenciamos no dia a dia e que a educação muda a vida das pessoas”, disse, reforçando que a fotografia e o texto foi feito a quatro mãos com a colega Dayane Leice.

O jornalista Cleber Gellio, do Midiamax, ficou com o primeiro lugar na categoria Webjornalismo, modalidade Capital, com a reportagem “Sapateiros lutam para preservar tradição brasiguaia e história calçadista em MS”. “É a terceira vez que participo e a cada ano tento buscar algo diferente. Este ano a história foi de superação em um oficio tão simples. Estou muito feliz em ter ficado em primeiro lugar, muito gratificante”, afirmou.

Na categoria Jornalismo Impresso, o jornalista Osvaldo Júnior, do jornal Correio do Estado, ficou em primeiro lugar com a reportagem “Paraguai, saída estratégica para a indústria do Brasil”. “ É a minha terceira participação no Prêmio e a segunda vez que que ganho e digo que vale a pena se inscrever não só pelo valor do prêmio que é o maior de todos, mas pelo reconhecimento do nosso trabalho no dia a dia. Este ano o que chamou a atenção foi a criatividade”, analisou.

CONFIRA LISTA COMPLETA DOS VENCEDORES DA MODALIDADE CAPITAL:

GRANDE VENCEDOR CAPITAL

Cláudia Gaigher (TV Morena)

CATEGORIA TELEJORNALISMO – MODALIDADE CAPITAL

1º LUGAR – Cláudia Gaigher (TV Morena)

2º LUGAR – Rodrigo Nascimento (TV MS Record)

CATEGORIA WEBJORNALISMO – MODALIDADE CAPITAL

1º LUGAR – Cleber Gellio (Midiamax)

2º LUGAR – Thalita da Luz Vieira de Assis (Portal da Educação)

CATEGORIA FOTOJORNALISMO – MODALIDADE CAPITAL

1º LUGAR – Thalita da Luz Vieira de Assis (Portal da Educação)

2º LUGAR – Bruno Henrique Rezende (Correio do Estado)

JORNALISMO IMPRESSO – MODALIDADE CAPITAL

1º LUGAR – Osvaldo Júnior (Correio do Estado)

2º LUGAR – Celso Bejarano Júnior (Correio do Estado)

(*) Assessoria Fiems

Jornalista Cláudia Gaigher, recebendo a premiação do 1º lugar, na categoria Telejornalismo (Foto:Assessoria)

Comentários