11/11/2014 14h16 – Atualizado em 11/11/2014 14h16

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) recebe nesta sexta-feira, 14, dois representantes da Universidade de Nebraska, nos Estados Unidos, para negociações de futuros convênios.

Esta é uma política de ação social em que os Estados norte-americanos apoiam países em desenvolvimento que tenham semelhanças físicas e econômicas. Isto levou o Estado do Nebraska a visitar Mato Grosso do Sul e a cidade de Carroll escolher Dourados para ser co-irmã (Carroll é uma cidade com a população semelhante a Dourados, com perfil agrícola e tem uma universidade com 5 mil alunos).

Dois representantes da Universidade de Nebraska, um pró-reitor de Ensino e um assessor de Relações Internacionais visitam Dourados, de quarta-feira a sábado, conhecendo a UEMS, a Prefeitura Municipal, a Embrapa e a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

De acordo com a assessora de Relações Internacionais da UEMS, Silvana Lucato Moretti, os representantes devem observar os projetos que estão sendo feitos da Universidade. “Acredito que depois da visita eles nos darão um retorno do que podem auxiliar nos projetos da UEMS. Queremos ter uma ligação mais direta com a Universidade, para que nós possamos mandar alunos para fazer curso de verão em graduação, mestrado e doutorado, sem cobrar as taxas, também precisaríamos que algum professor viesse para nossa cidade como professor visitante”, disse.

O reitor, Fábio Edir dos Santos Costa, ressalta a importância de convênio. “Certamente esta parceria pode trazer benefícios à UEMS, pois a Universidade ficará mais evidente no cenário internacional”.

Um exemplo de cidade co-irmã é Treze Tílias, em Santa Catarina, que é co-irmã de uma cidade na região de Tirol, na Áustria. Com isso a Áustria investe em tecnologia do laticínio (produção forte na região), urbaniza a cidade, entre outros setores. Essas parcerias têm rendido bons resultados no desenvolvimento dessas cidades envolvidas.

(*) UEMS

Comentários