26/06/2015 10h48 – Atualizado em 26/06/2015 10h48

Coronel Hudson Faria de Oliveira afirma que equipamento já ‘deu o que tinha que dar’

Da Redação

A única escada magirus do Corpo de Bombeiros, utilizada para atender todo o estado de Mato Grosso do Sul, não está funcionando. Segundo o tenente-coronel Hudson Faria de Oliveira, o equipamento, da década de 70, estragou na manhã de quinta-feira (25) e ainda não há prazo para que volte a funcionar.

“A escada está baixada, com problema para alvorar e recolher”, detalhou o coronel. Ainda segundo ele, por questões burocráticas, a autorização para o conserto deve ser liberada só daqui a quatro dias. “Essa escada já deu o que tinha que dar. Carro com dez anos de uso nós já recomendamos que seja ‘encostado’, ela já está com mais de 40 [anos]”, declarou.

Em março deste ano, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) havia dito que um novo caminhão com escada, no valor de R$ 4 milhões, seria comprado para os bombeiros e já estaria em circulação no primeiro semestre deste ano, o que não ocorreu.

Para o coronel Hudson, o ideal seria uma escada para cada corporação das principais cidades do município. Segundo ele, a expectativa é a de que ano que vem o caminhão já esteja à disposição.
A falta de estrutura do Corpo de Bombeiros foi percebida durante incêndio na loja Paulistão da Costa e Silva em 2012, quando a escada magirus demorou 1 hora para chegar, conforme informações de testemunhas. Em 2013, o problema voltou a se repetir quando as chamas atingiram a loja Planeta Real na rua 14 de Julho – centro de Campo Grande.

Sobre a vulnerabilidade da população diante do problema, o coronel Hudson afirmou que os bombeiros têm outras técnicas para os resgates. “Nós temos outros métodos, como rapel, tirolesa e até helicóptero”, declarou.

(*) Correio do Estado

Caminhão foi utilizado para durante combate ao incêndio na loja Planeta Real na 14 de Julho. (Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado)

Comentários