01/09/2014 16h36 – Atualizado em 01/09/2014 16h36

Unidade móvel de soldagem do Senai visita MS pela primeira vez e qualifica mecânicos e técnicos de manutenção da Fibria

A capacitação engloba o comportamento seguro, novas tecnologias e a otimização do tempo na realização das tarefas

Da Redação

A Fibria busca a qualificação de seus empregados prezando pela segurança, produtividade e redução de custos operacionais. O investimento no aprimoramento de conhecimentos e habilidades de seus funcionários é fundamental e desde a última semana, uma unidade móvel do Senai, realiza a capacitação de 100% dos mecânicos de máquinas florestais e técnicos de manutenção da Unidade Florestal da Fibria, em Três Lagoas.

Equipada com tecnologia de ponta, esta é a primeira vez que a carreta é utilizada na cidade para oferecer qualificação em três processos: solda com eletrodo revestido, inertes em gás e oxiacetileno.

De acordo com o Senai, o curso de 40 horas/aula é voltado para profissionais que já conhecem a atividade de soldagem, mas se difere por ser focado em metodologias que contemplam o comportamento seguro, novas tecnologias e a otimização do tempo na realização das tarefas.

Além da tecnologia e recursos da carreta, outro diferencial é a oportunidade dos empregados realizarem a qualificação em seu ambiente de trabalho, possibilitando um aprendizado mais próximo da realidade vivida no dia a dia.

Para garantir uma melhor absorção do conteúdo, o curso, que é dividido em duas etapas, teoria e prática, é ministrado por um técnico disponibilizado pelo Senai, e será repassado aos empregados em sete turmas. Neste mês, a carreta será encaminhada à Unidade Industrial da Fibria, onde também irá qualificar mecânicos e técnicos de manutenção.

INVESTIMENTOS EM QUALIFICAÇÕES

A Fibria possui diversos programas de capacitação para empregados e comunidade. Entre 2010 e 2013 foram investidos mais de R$ 3,7 milhões em treinamentos e durante o ano passado, o investimento foi de mais de R$ 1,9 milhão totalizando 76.241 horas/aula.

FIBRIA

Líder mundial na produção de celulose de eucalipto, a Fibria possui capacidade produtiva de 5,3 milhões de toneladas anuais de celulose, com fábricas localizadas em Três Lagoas (MS), Aracruz (ES), Jacareí (SP) e Eunápolis (BA), onde está localizada a Veracel em joint venture com a Stora Enso. Em sociedade com a Cenibra, detém e opera o único porto brasileiro especializado em embarque de celulose, Portocel (Aracruz, ES). A Fibria mantém cerca de 17 mil trabalhadores, entre empregados próprios e terceiros permanentes, incluindo Portocel, e está presente em 242 municípios de seis Estados brasileiros.

(*) Com informações de Assecom Fibria

Desde a última semana, uma unidade móvel do Senai, realiza a capacitação de 100% dos mecânicos de máquinas florestais e técnicos de manutenção da Unidade Florestal da Fibria, em Três Lagoas (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários