23/04/2013 09h27 – Atualizado em 23/04/2013 09h27

Os medicamentos são de suma importância para ajudar as pessoas que decidiram parar de fumar

Programa Municipal de Controle do Tabagismo é oferecido à população nas Unidades de Saúde do Santa Luzia, Vila Piloto, Parque São Carlos e Vila Nova

Ricardo Mendes

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e da coordenação do Programa Municipal de Controle do Tabagismo, recebeu recentemente os medicamentos de uso necessário e complementar de ajuda às pessoas que decidiram parar de fumar.

Os medicamentos, totalizando investimento de R$ 9,1 mil, entre eles o Bupropiona, usado para tratamento da dependência à nicotina, são fornecidos pelo Ministério da Saúde, por meio da Coordenadoria Estadual de Controle do Tabagismo, da Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul.

“Realizamos levantamento e cadastro das pessoas interessadas em parar de fumar. Com esses dados em mãos, percebemos também a necessidade de ampliar a disponibilidade de medicamentos necessários ao Programa Municipal de Controle do Tabagismo”, informou o fisioterapeuta José Renato Maiolini Silveira.

Como coordenador do referido Programa, José Renato encaminhou as informações à Coordenadoria Estadual, com pedido da medicação necessária.

DESCENTRALIZAÇÃO

Neste ano, a Secretaria Municipal de Saúde decidiu pela descentralização das ações do Programa Municipal de Controle do Tabagismo, até então, concentradas apenas no Centro de Especialidades Médicas (CEM).

Com essa medida, após treinamento e capacitação dos coordenadores e coordenadoras das Unidades de Saúde, o Programa Municipal de Controle do Tabagismo foi implantado no posto de Estratégia de Agentes Comunitários de Saúde (EACS) do Bairro Santa Luzia, às segundas-feiras, das 7h às 11h; no posto de Estratégia de Saúde da Família (ESF) da Vila Piloto, às terças-feiras, das 7h às 11h; no EACS do Parque São Carlos, às quartas-feiras, das 7h às 11h; e no ESF Vila Nova, às quintas-feiras, também das 7h às 11h.

PROCEDIMENTOS

Além da forte e necessária decisão de vontade de parar de fumar, a ajuda do Programa Municipal de Controle do Tabagismo está condicionada a uma série de procedimentos que devem ser seguidos, para a obtenção de resultados positivos na luta da dependência à nicotina, explicou José Renato.

O primeiro passo é procurar uma das Unidades de Saúde onde o Programa já foi implantado (Santa Luzia, Parque São Carlos, Vila Piloto e Vila Nova), nos respectivos dias e horários de atendimento aos que decidiram parar de fumar, e agendar entrevista com psicólogo.

O segundo procedimento é a consulta do médico clínico da Unidade, ou, se houver necessidade, o agendamento de consulta de pneumologista, no Centro de Especialidades Médicas (CEM).

Feito isso, a pessoa retorna à Unidade de Saúde, onde decidiu participar do Programa, para início do tratamento, que deve ser feito por meio de reuniões semanais de apoio e uso correto dos medicamentos indicados.

A terapia em reuniões de apoio em grupo “tem objetivo cognitivo e comportamental para avaliação dos resultados e andamento do processo de luta contra o tabagismo”, explicou José Renato.

Os medicamentos somente são entregues após a reunião semanal de apoio e àqueles que participam do Programa Municipal de Controle do Tabagismo.

Medicamentos recebidos são de fundamental importância para ajudar as pessoas que decidiram parar de fumar (Foto: Assessoria de Comunicação)

Comentários