15/11/2006 11h37 – Atualizado em 15/11/2006 11h37

Estadão

A companhia US Airways propôs nesta quarta-feira uma fusão com a empresa Delta Air Lines no valor de US$ 8 bilhões. Caso seja consumada, a negociação resultará em um dos maiores grupos de linhas aéreas do mundo.

A oferta surgiu cerca de um mês após a Delta Air Lines ter pedido proteção contra falência. O acordo prevê aos credores da Delta um crédito de US$ 4 bilhões em dinheiro, além de US$ 78,5 milhões em ações da US Airways.

A porta-voz da Delta, Thonnia Lee, pareceu surpresa com o anúncio da oferta de fusão e disse que é muito cedo para comentar o assunto. Porém, Lee garantiu que a empresa ainda pretende “emergir da bancarrota como uma companhia independente”.

Com a fusão, a nova aérea operaria sob o nome da Delta e promoveria viagens para mais de 350 destinos em todo o mundo.

O grupo US Airways é resultado da união entre a US Air e a America West Holdings, consumada há 14 meses. Com o novo negócio, pretende-se gerar uma receita de US$ 1,65 bilhão anuais para as duas empresas.

Comentários