27/08/2014 16h01 – Atualizado em 27/08/2014 16h01

Descoberta recebeu o prêmio “Matriz Cláudio Sabino de Carvalho”. Vaca faz parte do rebanho nelore da Embrapa Gado de Corte

Da Redação

A vaca Descoberta, da Embrapa Gado de Corte, em Campo Grande, ganhou um prêmio de excelência, o “Matriz Cláudio Sabino de Carvalho”, na 7ª mostra da Expogenética, que foi realizada entre os dias 16 e 24 de agosto, em Uberaba (MG), e reuniu mais de 500 animais, que representaram os principais programas de melhoramento genético do país.

Segundo a Embrapa, Descoberta concorreu com outras seis matrizes, mas apenas três receberam o diploma de excelência. A vaca da Embrapa apresentou Índice de Produtividade Total de 102,3 e valor genético que a posicionou no percentil TOP 0,1%.

A vaca faz parte do rebanho nelore puro de origem (PO) da Embrapa Gado de Corte, que tem como responsável o pesquisador Luiz Otávio Campos da Silva. Descoberta possui registro genealógico definitivo (BRGC 0662), tem sete anos e nove meses e é filha de touro Provador de linhagem do Instituto de Zootecnia de Sertãozinho (SP) e da vaca Quietude GC, do próprio rebanho da Embrapa.

Para participar desta premiação, o animal deve preencher uma série de requisitos como, por exemplo, idade de cinco a dez anos, ter tido no mínimo quatro partos, parido com até três anos e intervalo entre partos de no máximo 390 dias, além de possuir avaliação genética positiva.

Após a participação no evento, Descoberta voltou a Fazenda Modelo da Embrapa Gado de Corte para se juntar às outras 99 matrizes que produzem touros nelore para a unidade.

(*)Com informação de G1 MS

Vaca Descoberta, da Embrapa Gado de Corte, foi premiada na Expogenética em Minas Gerais (Foto: Divulgação/Embrapa Gado de Corte)

Comentários