24/04/2013 08h00 – Atualizado em 24/04/2013 08h00

Vacinação contra a gripe termina sexta-feira

Quem faz parte dos grupos prioritários deve procurar a unidade de saúde mais próxima para se proteger contra a doença e, assim, evitar complicações e mortes pela gripe

Valéria Amaral, Agência Saúde

Esta sexta-feira, dia 26 de abril, é o último dia da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Devem se vacinar idosos com mais de 60 anos, crianças de seis meses a dois anos, indígenas, gestantes, mulheres no período de até 45 dias após o parto (em puerpério), pessoas privadas de liberdade, profissionais de saúde, além das pessoas que têm doenças crônicas do pulmão, coração, fígado, rim, diabetes, imunossupressão e transplantados.

Até as 9 horas desta terça-feira (23), foram imunizadas 12,3 milhões de pessoas, ou seja, 33,73% dos 39,2 milhões de brasileiros que compõem esses grupos prioritários, incluindo os doentes crônicos e pessoas privadas de liberdade. A meta da campanha, que começou dia 15 de abril, é vacinar 80% do público-alvo.

”Ano passado, o Brasil foi o único país da nossa extensão, do nosso tamanho, que chegou a 80% de cobertura vacinal nos grupos recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Nós queremos superar a cobertura do ano passado e vacinar ainda mais”, lembra o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. A vacina contra a gripe é segura e a forma mais eficaz para evitar complicações, internações e até mesmo óbitos por gripe. A vacina protege contra os três principais vírus que circulam no inverno passado (A/H1N1; A/H3N2 e B).

“O prazo está acabando e o inverno chegando. E no inverno, sempre há a circulação dos vírus da influenza, com a possibilidade de ocorrência de casos graves naquelas pessoas mais vulneráveis. Então, as pessoas precisam se proteger com antecedência, pois a produção dos anticorpos protetores se dá, em média, entre duas e três semanas, após a vacinação”, alerta o secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa.

A região Sul conseguiu a maior adesão da população (ver tabela). Foram vacinados quase 2,4 milhões de pessoas, representando 51,16% de cobertura. Em sequência, a região Centro-Oeste conseguiu vacinar 701.669, ou 32,01% do público-alvo. A região Sudeste, por sua vez, vacinou 4,3 milhões de pessoas, o que representa 31,14% do total. Já na região Norte, pouco mais de 722.014 foram vacinados, correspondente a 30,26% do total. A região Nordeste atingiu a menor cobertura, o equivalente a 29,54%, ou seja, 2,5 milhões de pessoas foram vacinadas.

BALANÇO PARCIAL DE MATO GROSSO DO SUL

População

456542

Doses

126367

Cobertura

27,68

BALANÇO PARCIAL DO CENTRO OESTE

População

2192009

Doses

701669

Cobertura

32,01

BALANÇO PARCIAL DO BRASIL

População

31822234

Doses

10735207

Até as 9 horas desta terça-feira (23), foram imunizadas 12,3 milhões de pessoas (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários