25/01/2012 15h34 – Atualizado em 25/01/2012 15h34

Ao lado de empresário, advogado e do vice de finanças Michel Levy, atacante celebra o final feliz das negociações com o CSKA em restaurante

Globo.com

A quarta-feira é de comemoração na Rússia. Após a assinatura do contrato de três anos com o Flamengo, Vagner Love foi brindar a sonhada volta ao futebol brasileiro. Ao lado do advogado Diogo Souza, do empresário Evandro Ferreira e do vice de finanças do Flamengo, Michel Levy, o atacante partiu para um restaurante para celebrar o fim das negociações com o CSKA. A expectativa, agora, é que Love e a comitiva desembarquem no Rio de Janeiro nesta quinta-feira.

Em depoimento ao site oficial do Flamengo, Vagner Love comemorou a volta ao clube que defendeu em 2010 pela primeira vez.

Agora é em definitivo. Estou muito feliz, mas muito feliz mesmo em retornar para o clube do meu coração. Vai ser muito bom vestir a camisa sem ter que ir embora seis meses depois. Eu sempre recebi muito carinho da torcida do Flamengo. Compartilho minha alegria com eles agora. Agradeço muito a todos que mantiveram a esperança de que um dia eu voltaria ao clube, a todos que torceram por isso. Vou ficar por um período longo e quero vencer, vencer e vencer. Quero ganhar todos os títulos possíveis pelo clube – disse o atacante.

Apesar de não ter conquistado títulos na primeira passagem pela Gávea, Love caiu nas graças do torcedor. Em 29 jogos, o atacante marcou 23 gols.

Final feliz…

A primeira tentativa do Flamengo, feita no dia 30 de dezembro de 2011, foi frustrada. O CSKA recusou a proposta inicial de R$ 14,5 milhões parcelados em cinco anos. Na época, o clube russo disse que a oferta era “totalmente inadequada”. Michel Levy, vice de finanças do clube, tomou as rédeas da negociação e tinha como questão de honra o acerto com Love. O Flamengo remanejou recursos da frustrada operação Thiago Neves e chegou a Moscou com uma oferta superior, de R$ 18 milhões. No entanto, teve de “esticar a corda” até atingir os € 10 milhões (R$ 22,8 milhões) pedidos pelos russos. O valor será parcelado em três anos. O empresário do atleta, Evandro Ferreira, também ajudou a captar dinheiro.

Comentários