17.9 C
Três Lagoas
terça-feira, 17 de maio, 2022
InícioNotíciasVazão da água do Paranazão não preocupa moradores de Jupiá

Vazão da água do Paranazão não preocupa moradores de Jupiá

22/01/2011 12h11 – Atualizado em 22/01/2011 12h11

Mesmo com a temporada de chuva na região a situação no bairro é de normalidade

A Cesp informou que as vazões praticadas são previstas para o período chuvoso e não oferecem riscos aos ribeirinhos

Ricardo Ojeda

Moradores da colônia de Pescadores de Jupiá não estão preocupados com a elevação do nível do rio Paraná, provocado pela abertura dos vertedouros da usina hidrelétrica Souza Dias, (Jupiá).

Segundo explicou o presidente da associação dos moradores do bairro, Gilmar Leite, o Gil do Jupiá, a Cesp controla com segurança a vazão dos vertedouros. “Mesmo com toda chuva que caem na região de Minas Gerais e São Paulo, a situação aqui está de normalidade”, disse.

Gilmar explicou ainda que até agora, o nível subiu cerca de 1,8 metros, que é considerado normal nesse período. Aparentando tranquilidade, ele disse que a Cesp abriu as comportas apenas para o controle do nível operacional, em posições mínimas, finalizou.

SEM DIFICULDADES

A equipe de reportagem percorreu um trecho do rio Paraná e percebeu a subida das águas em vários local. Mas, aparentemente, essa situação até agora não está trazendo dificuldades para os moradores da localidade.

Segundo nota divulgada pela Cesp, as vazões praticadas são previstas para o período chuvoso e não oferecem riscos as instalações das usinas e para a população ribeirinha.

A empresa informou ainda que as comportas foram abertas no ultimo dia 17, que é normal nesse período chuvoso, que acontece de novembro a março.
A empresa informou ainda que ainda não haver necessidade de controle de cheias na bacia do rio Paraná, mas se acontecer qualquer incidente está atenta e preparada para iniciar uma operação assim que for necessário.

CHEIAS

Um dos moradores mais antigos de Jupiá, o pescador Olindo dos Santos, 69, que mora no local 50 anos, disse que presenciou varias enchentes no bairro. Mas, segundo ele, a maior delas aconteceu em 1983, na ocasião às águas subiram até a entrada de acesso aos restaurantes da prainha. “Outras enchentes, mas não dessa proporção aconteceram anos de 89 e 91”, recordou,

Devido às fortes chuvas em vários estados de País, dos quais, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo é normal o enchimento dos reservatórios das usinas hidrelétricas da CESP (Companhia Energética de São Paulo) possui nas bacias dos rios, Paraná e Paranaíba do Sul.
Nessa época do ano na região de Três Lagoas é comum a subida das águas do rio Paraná.

Clique aqui e veja a matéria na TV Perfil

Nivel do rio Paraná já subiu 1,8 metros e a previsão é de alta, se as chuvas continuarem (Foto: Ricardo OJeda)

Vertedouros da hidrelétrica de Jupiá foram abertos no último dia 17 (Foto: Ricardo Ojeda)

A equipe de reportagem percorreu vários trechos do paranazão e constatou o aumento do nível do rio (Foto: Ricardo Ojeda)

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.