Alta incidência da dengue e aparecimento de animais peçonhentos preocupam moradores; veja como fazer sua denúncia – também de forma anônima

Com o aparecimento de animais peçonhentos e a alta incidência de dengue neste início de ano em Três Lagoas, a Prefeitura tem estimulado os moradores a denunciar terrenos sujos e que possam acumular poças de água – criadouro do mosquito transmissor da doença.

O órgão público tem um canal especialmente voltado a receber esse tipo de denúncia – a Ouvidoria. Entretanto, é necessário que as informações sejam passadas de maneira clara para que os fiscais possam localizar os lugares e notificar os proprietários.

Por isso, a Prefeitura alerta que, para que a denúncia siga adiante, é preciso que haja o endereço completo do terreno, bem como pontos de referência, principalmente se for feita em anonimato, pois a Prefeitura não consegue entrar em contato com o denunciante, o que impossibilita o envio da equipe para a averiguação.

As denúncias podem ser feitas pelo telefone (67) 3929-1488, pelo portal oficial da Prefeitura, na aba Ouvidoria (www.treslagoas.ms.gov.br/ouvidoriageral), ou pessoalmente no endereço Avenida Capitão Olinto Mancini, nº 667, Centro – 4º andar.

O que acontece após a denúncia?

Depois de receber a denúncia a Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (SEINTRA) notifica os proprietários que não mantêm os terrenos limpos. Depois da notificação, caso não ocorra a manutenção da área, é aplicada uma multa de 1% do valor venal do terreno.

Se, mesmo após a multa, o terreno continuar sujo, a SEINTRA realiza a limpeza do local, cobrando do proprietário uma taxa de 1 UFIM por metro quadrado. Hoje, a UFIM (Unidade Fiscal de Referência Municipal) está cotada em R$ 4,9126.

Comentários