Uma equipe de Policiais Militares Ambientais de Aquidauana recebeu denúncia de populares, de que poderia haver um cachorro morto na residência de um vizinho, tendo em vista que o homem é vendedor e permanecia muito tempo fora de casa.

A PMA foi ao local, no bairro Santa Terezinha e, quando chegou, verificou que o cachorro sem raça definida estava morto em adiantado estado de putrefação dentro da residência. O fato aconteceu no dia 14, porém, o infrator foi autuado somente nesta segunda-feira (28), quando chegou de viagem.

Na ocasião, os policiais conseguiram o telefone do proprietário e mantiveram contato com ele, sendo informados que ele estava viajando, mas que teria deixado uma pessoa cuidando do animal.

A PMA chegou a pedir no dia 14 para que o suposto cuidador fosse ao local e ele afirmou que o cachorro estava doente, e que tinha ido à casa há dois dias, porém, pelo estado do animal, segundo os policiais, aparentemente ele estava morto há mais tempo. O cachorro foi recolhido e encaminhado ao aterro sanitário da cidade.

O proprietário do cachorro (36), residente em Aquidauana, foi autuado administrativamente e multado em R$ 2 mil. Ele também responderá por crime ambiental de maus-tratos ao cachorro, com pena de dois a cinco anos de reclusão.

Comentários