28/05/2015 17h00 – Atualizado em 28/05/2015 17h00

Ficou definido que será enviado requerimento à prefeitura, cobrando informações detalhadas sobre a

folha de pagamento

Assessoria

Na manhã desta quinta-feira (28), uma comissão de vereadores realizou reunião com representantes dos servidores municipais, na Câmara Municipal, para discutir o impasse entre a categoria e a prefeitura, nas negociações salariais de 2015, e ficou definido que será enviado requerimento à prefeitura, cobrando informações detalhadas sobre a folha de pagamento, de forma que fique explicado se há ou não possibilidade de aplicar o reajuste de acordo com a inflação.

Os servidores municipais têm data-base em 1º de maio, sendo que o índice aplicado pelo Executivo deve ser aprovado pelo Legislativo. O projeto de lei nº 45, de 25 de maio de 2015, que estipula o reajuste proposto pela prefeitura em 6%, chegou à Câmara com pedido de votação em regime de urgência especial, porém, em consenso, os vereadores derrubaram pedido de urgência, acatando solicitação dos servidores para não aprovar, na última terça-feira (26), a reposição, que é inferior ao índice inflacionário, de 8,17% antes da assembleia da categoria, que estava marcada para quarta-feira.

Em apoio aos servidores, que não aceitaram a proposta da prefeitura, em assembleia, os vereadores se reuniram com representantes sindicais e servidores. A proposta é que o Executivo explique quanto é gasto com a folha de pagamento de forma detalhada, ou seja, quanto é pago a comissionados, efetivos, aposentados e pensionistas, incluindo os valores salariais básicos e os benefícios e gratificações.

Requerimento com esta solicitação será encaminhado para votação na próxima terça-feira. Participaram da reunião os vereadores Vera Helena, Marisa Rocha, Sirlene da Saúde, Klebinho, Marcus Bazé, Gil do Jupiá e Apóstolo Ivanildo.

(*) Assessoria

Os vereadores se reuniram com representantes sindicais e
servidores na Câmara Municipal (foto: divulgação).

Comentários