17/11/2017 09h53

Loja cria e vende árvore de Natal com coxinhas

Estrutura coberta de salgadinhos tem 1 metro de altura, 17 quilos e é formada por cerca de 850 coxinhas

 
Redação
 
Árvore de coxinha Foto: Reprodução/Facebook Árvore de coxinha Foto: Reprodução/Facebook

Uma loja resolveu inovar e acrescentar ao espírito natalino um clássico da gastronomia popular brasileira. Pensando em decorar o ambiente, os donos e funcionários de um estabelecimento de Recife, em Pernambuco, criaram nada mais, nada menos que uma árvore de coxinhas de frango.

A estrutura coberta de salgadinhos tem 1 metro de altura, 17 quilos e é formada por cerca de 850 coxinhas de tamanho pequeno. Segundo um post sobre a novidade no Facebook, a árvore pode decorar a casa e ainda servir 90 pessoas.

— Estávamos pensando em colocar os enfeites natalinos na loja, como montar, como fazer etc. E por que não fazer uma árvore com as nossas coxinhas, já que as pessoas gostam e compram tanto? A criançada amou — contou a gerente comercial da Socorro Doces e Salgados, Mariana Estevam.

A "árvore de coxinha" ficará exposta na loja, na Rua Doutor José Rufino, durante todos os sábados de novembro. Curiosos e interessados no salgadinho poderão degustar ou simplesmente tirar fotos ao lado da estrutura. Os lojistas já cogitam continuar com a ação pelo mês de dezembro em função do sucesso e da atração de novos clientes.

PREÇO

O conjunto de coxinhas natalinas sai a R$ 690. Nas redes sociais, a loja considera a criação um "presente para os clientes" e mostra a grandiosidade do projeto em um cartaz da árvore com uma criança quase do seu tamanho ao lado.

A Socorro vende também coxinhas de calabresa e de frango com catupiry. A árvore, porém, é montada apenas com salgados de frango, na receita original. Isso, porque os demais sabores têm tamanho maior que o quitute básico.

— Para ficar mais mimoso, escolhemos fazer só com a coxinha tradicional. Foi um movimento que estávamos precisando. Com a crise, ficou dificultoso para todo mundo. Se sobressai quem tem produtos bons e inova. Já estamos planejando uma árvore menor, porque recebemos pedidos de quem quer levar para casa e não vai receber 90 pessoas — explicou Mariana, que estima a produção em cinco mil coxinhas por hora.

(*) Extra

Envie seu Comentário