08/03/2013 17h17 - Atualizado em 08/03/2013 17h17

Trabalhadores do Consórcio UFN3 se exaltaram pelas longas filas e demora nas agências bancárias para receber seus salários

O consórcio que é responsável pelas obras da futura maior Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do mundo da Petrobras foram liberados das suas funções no canteiro de obras para o recebimento de salários nas agências bancárias

 

Ricardo Mendes
 
Rotai e Polícia Militar foram chamadas para evitar mais confusões em frente as agências bancárias de Três Lagoas (Foto: Ricardo Mendes) Rotai e Polícia Militar foram chamadas para evitar mais confusões em frente as agências bancárias de Três Lagoas (Foto: Ricardo Mendes)

A ROTAI e a Policia Militar de Três Lagoas foram chamadas para conter um principio de confusão que ocorreu na região central da cidade devido ao enorme número de trabalhadores do consórcio UFN3 que foram até as agências bancárias para receber seus salários.

A equipe do Perfil News esteve em frente ás agências e se deparou com enormes filas que dobrava as esquinas, deixando os trabalhadores expostos ao forte sol e calor que atinge Três Lagoas nesta tarde de sexta feira.

O que agrava as filas e a demora no atendimento é que os trabalhadores que não possuem cartões da agência bancária determinada a efetuar o pagamento dos seus salários, tiveram que aguardar para adentrar ao banco para que sua situação fosse regularizada.

A reclamação dos trabalhadores é que após enfrentarem horas e horas de fila, na maioria dos casos quando chegam aos caixas de atendimento, eles são informados que o seu salário será recebido em outro banco, revoltando assim os colaboradores.

Em entrevista a equipe do Perfil News o ajudante Sr. Raimundo Alves afirmou “Estou aqui na fila sofrendo nesse calor desde as 9 da manhã, eles liberaram todo mundo em um dia só para resolver isso, ai o que dá é isso, muita confusão, além de ter companheiros que chegam La depois de horas sofrendo aqui e não tem nenhum dinheiro em sua conta, pois foi depositado em outro banco” concluiu.

Os trabalhadores afirmam que todos foram liberados hoje das suas funções nos canteiro de obras para resolver essa situação, causando assim uma enorme confusão.

Até o fechamento dessa matéria não havia sido registrado nenhum dano ao patrimônio ou a equipamentos das agências bancárias e nenhuma prisão ou ocorrência mais grave.

 
Trabalhadores da UFN3 aguardam nas filas para receber seus salários (Foto: Ricardo Mendes) Trabalhadores da UFN3 aguardam nas filas para receber seus salários (Foto: Ricardo Mendes)
 
Dezenas de trabalhadores esperavam nas filas que dobravam esquinas na região central da cidade (Foto: Ricardo Mendes) Dezenas de trabalhadores esperavam nas filas que dobravam esquinas na região central da cidade (Foto: Ricardo Mendes)