32.8 C
Três Lagoas
terça-feira, 5 de março de 2024

Moda criativa e autoral sul-mato-grossense é presença garantida no carnaval 2024

Estilistas sul-mato-grossenses de moda criativa e autoral estão a pleno vapor, produzindo vestimentas mais que únicas e especiais para os foliões arrasarem nos blocos de carnaval. Confira aqui algumas destas produções e depoimentos de estilistas da nossa terra.

A produtora de moda Karla Velasco, que produziu a área de moda dos Festivais em Mato Grosso do Sul desde 2022, e participou do Brasil Eco Fashion Week em 2023, afirma que quando a moda se une ao carnaval, traz todas as narrativas afetivas de brilhos, cores e fantasias. “Fantasias que foram se transformando durante o passar dos anos e que sempre trazem uma forte história de brasilidade. Celebrando assim, cultura e arte. A moda tem o importante papel de dar a cara e a imagem do carnaval. Tudo que é visual dentro dessa grande festa, tem a participação da moda. Durante essa época, os estilistas de moda autoral do MS têm a missão de vestir com originalidade os foliões interessados em arrasar os bloquinhos. São peças exclusivas e feitas uma a uma. O trabalho é intenso. Desde a produção dos looks à venda das roupas. Todos já estão na produção de editoriais nas redes para chamar a atenção. Fazem contatos e alguns trabalham diretamente com as escolas de samba, produzindo toda a vestimenta depois de pesquisar, desenhar, modelar e criar toda a imagem que vão acompanhar o enredo da escola”.

Moda criativa e autoral sul-mato-grossense é presença garantida no carnaval 2024

Why Not by Gugliatto, criada e desenvolvida por Luis Carlos Gugliatto, estilista e produtor de moda há mais de 30 anos no mercado sul-matogrossense, é uma marca que utiliza um método sustentável a fim de reduzir o desperdício de materiais já existentes. O reuso do jeans e outros materiais são fundamentais para transformar o produto usado em uma peça nova, assim criando um conceito único com relevância para a marca.

Luiz Gugliatto está produzindo peças para o carnaval baseado no básico, mesmo, no que está se usando, “que são as hot pants, os tops, os croppeds, os corselets, e tudo feito com retalhos, só que inteiriços. Comprei retalhos laminados, malhas de brilhos, e estou fazendo, shortinhos para meninos, estou fazendo a campanha do Governo que eu gravo na próxima quinta e estou produzindo todo o figurino”.

Moda criativa e autoral sul-mato-grossense é presença garantida no carnaval 2024

Para o estilista, o carnaval é um movimento que ajuda muito na moda criativa no Brasil inteiro. “É a época em que as pessoas ganham um certo dinheiro extra e tanto é fato que até as grandes lojas de departamento começaram a fazer fantasias, fantasias básicas você encontra em lojas de departamento. Até muito pouco tempo isso era feito em ateliês mesmo. Então a moda ela dá um giro muito grande na economia e em Mato Grosso do Sul, com o apoio do Governo este ano para o carnaval, principalmente para os blocos, que é o que gira a moda autoral, essa questão da peça única, da sustentabilidade, do reuso de matéria-prima, que quem faz são estilistas de moda autoral, se não tivesse o apoio do governo para os blocos carnavalescos, se não houver o carnaval de rua, não haveria esta moda criativa circulando pelo Estado”.

Ateliê Nair Gavilan foi inaugurado em maio de 2015, em Campo Grande, com a proposta de ser um espaço acolhedor e intimista que aproxima consumidoras de peças sustentáveis com a produção artesanal de roupas femininas. Desde que foi aberto, o ateliê já produziu três importantes coleções e todas elas foram elaboradas no formato slow fashion, ou seja, peças únicas, exclusivas e de poucas quantidades, de forma sustentável e tendo como prioridade máxima o menor impacto possível ao meio ambiente. Nair Gavilan é pesquisadora de moda sustentável, formada em Design de Moda, atua no mercado de moda há dez anos e começou a criar e costurar suas roupas desde criança. É mãe de duas meninas, trabalha com corte e costura há 13 anos e faz moda feminina o ano todo.

Nair Gavilan trabalha com sustentabilidade na moda. ”Eu tenho uma marca de moda praia e todas as peças que eu crio no ateliê são a partir de sobras de resíduos têxteis, com retalhos. Para mim é importante trabalhar com isso no carnaval porque é uma forma de gerar renda numa época que é bastante parada para o comércio e é uma forma de mostrar o meu trabalho, a minha arte nas ruas, de vestir vários tipos de corpos e também é importante porque o carnaval é uma festa folclórica, popular e está muito ligada à arte, vestir as pessoas para o carnaval é muito legal”.

Moda criativa e autoral sul-mato-grossense é presença garantida no carnaval 2024

“Fizemos uma produção de carnaval , um ensaio temático num barzinho. Com peças feitas por 2 estilistas, eu e o Luiz Gugliato. O meu trabalho coincide muito com o trabalho do Guglioatto porque ele trabalha com reuso de jeans,, com reuso de tecidos que já foram peças, que já fizeram peças do vestuário. E aí ele fez uma coleção com retalhos de figurinos que ele faz, ele é figurinista, sobrou muito tecido pequeno de figurinos antigos, e aí ele fez várias peças para o carnaval também. Então nós juntamos nossas duas produções de carnaval para fazer o ensaio, nós convidamos duas modelos para fazer este ensaio de fotos num barzinho da cidade”

Para Nair, a moda é extremamente importante durante o carnaval, como em todas as outras épocas. “A moda é muito cíclica, ela está envolvida direta e indiretamente em todas as estações, e no carnaval mais ainda porque é através da vestimenta que as tribos expressam suas vontades, suas regalias, suas alegrias, e a moda está inserida praticamente 100% no hábito do folião de carnaval. Não só na vestimenta, como nos acessórios, nos figurinos, nos estandartes dos blocos, nos abadás, e tudo o mais”.

FM é a marca do designer Fabio Mauricio desde 2004. São roupas exclusivas, únicas que seguem o conceito upcycling maioritariamente feminina com inspiração de décadas passadas como anos 70 e 80 e na cultura popular brasileira. As roupas são feitas com tecidos vintages garimpados em brechós de diferentes lugares do Brasil e do mundo. Cada roupa é desenhada e confeccionada pelo próprio designer que também tem como identidade da marca os bordados rebuscados feitos com mix de materiais: lantejoulas, miçangas, pérolas, sementes, rendas, entre outros materiais. Fabio Mauricio participou desde 2004 de diferentes feiras, eventos, desfiles e editais de moda e cultura em Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco e Rondônia.

Moda criativa e autoral sul-mato-grossense é presença garantida no carnaval 2024

Fabio Mauricio está produzindo looks especificos como tiaras de carnaval e roupas direcionadas para o carnaval. Como saia de bailarina, Carmem miranda. São roupas do dia a dia que se transformam em fantasias sendo usadas com outro proposito.

“A importância da moda é a democracia, ela é democrática neste período de carnaval, as pessoas podem se vestir como elas querem e pelo Brasil ser um país muito quente, tropical, e o carnaval cair bem no verão, o Brasil já tem esta identidade de poucas roupas, então é lógico que as pessoas vão usar poucas roupas, é nesta época que elas vão ousar mais, usarem decotes, mostrarem mais o corpo, usarem hot paints, e tem o lance das fantasias, o resgate de usar fantasias. E já aqui em Mato Grosso do Sul a cultura da fantasia não é muito forte, então as pessoas passam a usar roupas com mais cores, e mais curtas, que mostrem mais o corpo”.

“A moda do carnaval é importante porque ela dita o que vai se usar no decorrer do ano. Por exemplo, os cabelos platinados, que as pessoas dizem neve, que é moda entre os meninos, foi criado durante o carnaval de dois anos atrás, logo após a pandemia. O carnaval também dita moda”.

Por Karina Lima

Fotos: Carlota Phillipsen e Nair Gavilan

Leia também

Últimas

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.