28.8 C
Três Lagoas
quinta-feira, 25 de abril de 2024

Ministros do Governo Lula tem aumento de salários de até R$36 mil com acúmulo de cargos em conselhos, diz portal

Na composição ministerial do Governo Lula, diversos ministros aumentam seus já consideráveis salários com acréscimos que podem chegar a cifras de até R$36 mil. As informações foram apuradas e divulgadas pelo portal Uol.

Segundo o portal,a estratégia adotada por esses ministros, muitos deles filiados ao Partido dos Trabalhadores (PT), envolve assumir posições em conselhos administrativos ou fiscais de várias entidades, incluindo empresas e fundações de natureza privada, mista ou pública.

Esses cargos adicionais, geralmente com reuniões mensais, representam uma significativa entrada financeira para os envolvidos.

Entre os nomes envolvidos nessa prática estão Alexandre Padilha (PT), que atua na Secretaria de Relações Institucionais e integra o Conselho Fiscal do Sesc; Alexandre Silveira (PSD), do Ministério de Minas e Energia, membro do Conselho de Administração da Itaipu Binacional; e Anielle Franco, da Secretaria de Igualdade Racial, que se juntou ao Conselho de Administração da Tupy S.A., entre outros exemplos. Ministros como Camilo Santana (PT), da Educação, e Carlos Lupi (PDT), da Previdência Social, também ocupam cargos semelhantes em diferentes organizações.

A remuneração resultante dessa participação varia de acordo com a entidade. Por exemplo, na Companhia Estadual de Gás (CEG), José Múcio, ministro da Defesa, recebe R$19,4 mil. Enquanto isso, a Itaipu Binacional oferece um adicional na faixa dos R$34 mil. Entidades como o Sesc e o Senac pagam por reunião, com valores em torno de R$4,7 mil.

Leia também

Últimas

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.