28.8 C
Três Lagoas
quinta-feira, 25 de abril de 2024

Mulher acusa irmão de ter decapitado e jogado corpo de homem no Rio Aporé, próximo a Cassilândia

Uma mulher, cuja identidade será mantida em sigilo, relatou à Polícia Civil que seu irmão seria o responsável pela execução de um homem encontrado decapitado no Rio Aporé, localizado na divisa entre o Sul e Goiás e Mato Grosso, próximo a Cassilândia

Segundo o relato da mulher, o irmão teria mencionado ter sido ameaçado pela vítima. E que ele – o irmão – teria dado um prazo de 12 horas para que a vítima deixasse a cidade, sob pena de ser assassinada. Temendo pela própria vida, o suspeito teria cometido o homicídio.

Conforme divulgado pelo site MS Todo Dia, a testemunha afirmou ainda que o irmão teria relatado ter cortado o pescoço, feito um corte no peito e lançado o corpo no rio para que afundasse.

Uma mulher identificou o corpo da vítima como sendo seu irmão, conhecido como Robério, de 36 anos.

Relembre o caso

Um nadador descobriu um corpo decapitado e amarrado pelas mãos e pés, boiando às margens do Rio Aporé, na divisa entre Mato Grosso do Sul e Goiás, no domingo (3).

A Polícia Civil de Cassilândia respondeu à ocorrência e registrou o caso como “morte a esclarecer”.

Segundo informações do Boletim de Ocorrência, um homem nadava pelo rio quando avistou o corpo boiando e imediatamente acionou a polícia, que compareceu ao local.

A Polícia Militar solicitou a intervenção de um salva-vidas, que recuperou o corpo preso em galhos às margens do rio.

Após a retirada do corpo, a polícia constatou que ele estava em estado de decomposição, decapitado e parcialmente vestido. A perícia técnica foi acionada e procedeu com as análises no local.

Uma equipe funerária removeu o corpo. A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul entrou em contato com as autoridades de segurança pública de Goiás para comunicar o achado do cadáver.

Leia também

Últimas

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.