20.5 C
Três Lagoas
quinta-feira, 25 de abril de 2024

Polícia Civil de MS captura mãe e filho, responsáveis por duplo homicídio cometido em shopping no Mato Grosso

A Polícia Civil do Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros – GARRAS, prestou apoio à Policia Civil de Mato Grosso, representada pela Delegacia de Homicídios e pelo Grupo de Operações Especiais – GOE/MT, realizando, nesta terça-feira, 02/04, o cumprimento de dois mandados de prisão emanados pelo TJMT, referentes a investigação de crime de duplo homicídio, cometido em Cuiabá (MT).

Em atuação conjunta, o GARRAS/PCMS, a DH/PCMT e o GOE/MT prenderam mãe e filho, apontados como os mandantes do crime, sendo, respectivamente, J.B.S. e V.B.S. (31).

Durante buscas na residência onde eles estavam escondidos, no bairro Jardim Samambaia, em Campo Grande, foram encontradas quatro armas de fogo e inúmeras munições. Uma das armas, inclusive, foi identificada pela delegacia responsável pela investigação, como sendo a provável utilizada no crime.

Entenda o caso

A investigação se refere a crime de duplo homicídio praticado em 23/11/23 no Shopping Popular em Cuiabá (MT). O executor disparou na nuca da primeira vítima, mas o projétil de arma de fogo transfixou e acertou uma segunda vítima, sendo que os dois atingidos, Gersino Rosa dos Santos, de 43 anos, e Cleyton de Oliveira De Souza Paulino, de 27, foram a óbito. O fato gerou imensa repercussão por ter sido praticado em um dos locais mais movimentados da Capital do Mato Grosso.

O executor foi identificado, localizado e preso no município de Uberlândia (MG). Este indivíduo relatou que foi contratado por V.B.S. para matar a primeira vítima, recebendo o valor de R$ 10 mil, para praticar o delito. A motivação do crime, segundo apurado, seria para vingar a morte do irmão de V.B.S.

Sendo assim, V.B.S. foi identificado como o mandante do crime de duplo homicídio praticado, motivo pelo qual a autoridade policial da Delegacia de Homicídios da Polícia Civil do Mato Grosso representou por sua prisão. Durante as investigações, verificou-se que V.B.S. e a mãe dele J.B.S., que também participou da dinâmica do crime, poderiam estar escondidos no município de Campo Grande.

Com isso, na data de hoje (02), o GARRAS, em conjunto com a DH/PCMT e o GOE/PCMT, realizaram diversos levantamentos, conseguindo localizar e capturar V.B.S. e J.B.S. Os dois foram conduzidos ao GARRAS, onde serão realizados os procedimentos determinados pela Constituição e pela lei, tanto em relação ao cumprimento dos mandados de prisão, quanto no que se refere à autuação em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

As armas de fogo serão apreendidas e periciadas, inclusive para confronto balístico.

Leia também

Últimas

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.