28.8 C
Três Lagoas
quinta-feira, 25 de abril de 2024

CASO MERIELE: Homem que agrediu brutalmente ex-mulher vai a julgamento hoje em Três Lagoas

Decorridos três anos da tentativa de feminicídio, J. F. de S. J, acusado de agredir brutalmente a ex-mulher, identificada como Meriele Jane Faria dos Reis vai a julgamento nesta quarta-feira (3), em Três Lagoas

Após o crime, o acusado, foi detido, porém, acabou sendo liberado pela Justiça, porém, a advogada da vítima, Rozana de Oliveira Gomes Assunção entrou com um recurso ao Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul, entendendo pelo recolhimento de Junior, que atualmente, encontra-se preso desde a determinação judicial.

CASO MERIELE: Homem que agrediu brutalmente ex-mulher vai a julgamento hoje em Três Lagoas

TENTATIVA DE FEMINICÍDIO 

O crime ocorreu no dia 25 de agosto de 2021 quando o acusado, inconformado com a separação, na ocasião, há mais de seis meses, teria pulado o muro da residência da mulher, localizada na Vila dos Ferroviários, passando a agredi-la, com chutes, socos, facadas, ainda arrastando-a pelos cabelos.

Inconformado com a separação do casal, o homem já vinha mandando mensagens, através do aplicativo WhatsApp., ameaçando sua ex-companheira.  

Toda a agressão foi presenciada pelos filhos deles, um casal de gêmeos, que na época, estava com três anos de idade.

AJUDA DOS VIZINHOS

Só não aconteceu uma tragédia ainda maior por que no dia dos fatos, os vizinhos de Meriele ouviram os gritos de socorro dela, ajudando-a, enquanto Junior empreendia fuga.

RESULTADO DAS AGRESSÕES

CASO MERIELE: Homem que agrediu brutalmente ex-mulher vai a julgamento hoje em Três Lagoas

A vítima, que estava muito ferida, foi socorrida pelo Samu e encaminhada ao Hospital Auxiliadora, onde passou por cirurgia para pôr placa no maxilar e precisou de 13 pontos no braço, três pontos no queixo, pino no braço, 12 pontos internos na boca e ainda na mesma noite em que recebeu socorro médico, teve que cortar seus longos cabelos, usados pelo ex-companheiro para arrastá-la pelo interior da casa.

SEM TOLERÂNCIA

Lutamos pela prioridade na tramitação prioritária dos processos em que se trate de violência doméstica e consequentemente dos feminicídios, para que o agressor seja processado e julgado o mais rápido possível, evitando assim novas vítimas e reincidências. Hoje os jurados que estarão no julgamento das 13h30 da vítima Meriele poderão mostrar a população não só de Três Lagoas, mas, de toda região, que não toleraremos mais agressores soltos, fazendo vítimas e mais vítimas”, destacou a advogada Rozana.

(*) POllyana Elloy e Ricardo Ojeda

Leia também

Últimas

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.