23.5 C
Três Lagoas
quinta-feira, 23 de maio de 2024

Em MS, BR-262 e mais seis rodovias federais deverão ter pontos de descanso a partir de 2025

Uma notícia importante para quem utiliza as rodovias federais brasileiras. A partir de 2025, a oferta de serviços em pontos de parada e descanso (PPDs) será obrigatória em todos os contratos e projetos de concessão das rodovias.

A medida, estabelecida pela nova Política Nacional de Implantação de PPDs, visa garantir maior segurança e conforto para os motoristas profissionais e reduzir o número de acidentes nas estradas.

O Ministério dos Transportes destaca que a principal motivação para a criação da nova política é a preocupação com a segurança dos motoristas.

A fadiga é um dos principais fatores de risco para acidentes nas rodovias, e a oferta de locais adequados para descanso é fundamental para combatê-la.

Os PPDs deverão oferecer aos motoristas uma série de serviços essenciais, como: Rede de iluminação; Estacionamento; Área de refeições; Água potável; Banheiros separados por sexo, com sanitários individuais, cesto de lixo, papel higiênico, lavatórios e material para higienização das mãos; e Chuveiros com água quente e fria.

Conforme divulgado pelo site Midiamax, em Mato Grosso do Sul, todas as sete rodovias federais (BR-262, BR-060, BR-158, BR-163, BR-267, BR-376 e BR-487) deverão se adequar à nova política. Nas rodovias sob gestão do DNIT, um estudo será realizado para identificar os pontos que mais necessitam desses serviços, com prioridade para os corredores logísticos, onde o tráfego de veículos comerciais é mais intenso.

O recente acidente na BR-163, que resultou na morte de seis pessoas, evidencia a necessidade de medidas para aumentar a segurança nas rodovias. A falta de infraestrutura adequada para descanso, como a duplicação da pista, pode ter contribuído para a tragédia.

Com a implementação da nova política, espera-se que o número de acidentes nas rodovias federais seja reduzido significativamente. Além de garantir maior segurança para os motoristas, os PPDs também podem contribuir para o desenvolvimento das regiões onde estão localizados, gerando emprego e renda.

A população pode acompanhar o andamento das obras de implantação dos PPDs no site da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Leia também

Últimas

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.