06/10/2015 15h47 – Atualizado em 06/10/2015 15h47

Governador pede melhorias imediatas na BR 262 já considerada como rodovia da morte

Assessoria

A rodovia que liga Corumbá a Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul, é considerada a segunda mais perigosa entre as oito rodovias federais que cortam o estado. De janeiro a setembro deste ano 18 pessoas morreram na BR 262 e no último fim de semana cinco pessoas tiveram as vidas ceifadas na referida estrada.

O deputado estadual Angelo Guerreiro usou a tribuna na sessão desta terça-feira, 06, para protestar quanto às condições da rodovia, principalmente no trecho de Três Lagoas a Campo Grande. “Manchete de um jornal estadual informa que o governo estadual investirá R$ 270 milhões em recuperação de vias urbanas nos 79 municípios daqui, com projetos de recapeamento e sinalização. Eu gostaria que o Governo Federal fizesse o mesmo em relação à BR-262; as rodovias federais que cruzam nosso Estado precisam de investimento. Já fiz indicação para a melhoria desta rodovia, pois a cidade de Três Lagoas possui grandes investimentos, um exemplo são as indústrias de celulose, e nem acostamento a estrada possui, em 33 anos de existência, isso nos entristece”, desabafou.

O parlamentar, que utilizada a estrada duas vezes na semana para trabalhos em sua base eleitoral, município de Três Lagoas, reforçou a atenção do Dnit – Departamento de Infraestrutura de Transporte para obras de recapeamento. “A gente não vê nenhuma manutenção paliativa, tapa-buraco já não é mais suficiente. A estrada necessita de recapeamento urgente. Já é considerada a rodovia da morte”, protestou o parlamentar, reforçando que em muitos trechos da BR 262 não existe acostamento, o matagal toma conta e a sinalização é precária.

Angelo Guerreiro solicitou ao Dnit e Agesul que cuidem e façam a manutenção necessária das estradas federais e estaduais, respectivamente. O deputado estadual também encaminhou indicação ao Superintendente Regional do Dnit, Thiago Carim Bucker, solicitando o recapeamento, principalmente no trecho entre Água Clara e Três Lagoas. “Os motoristas estão, literalmente, pedindo socorro. Só neste fim de semana foram dez veículos danificados e não podemos deixar que mais vidas sejam levadas”, finalizou Guerreiro.

(*)Assessoria de Imprensa
Dep, Angelo Guerreiro

Deputado durante sessão desta terça-feira(6) para protestar contra as condições da rodovia (Foto:Assessoria)

Comentários