18/09/2008 09h20 – Atualizado em 18/09/2008 09h20

Policiais da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Paranaíba prenderam na última terça-feira (16) dois homens acusados de estarem envolvidos em um roubo seguido de morte ocorrido no dia 12 de julho deste ano no município.

Segundo a polícia, no dia do crime três homens em duas motocicletas chegaram por volta das 22 horas à propriedade rural de Elza Rodrigues Assunção de 77 anos e anunciaram o assalto.

Durante o assalto, os acusados perguntaram para a vítima onde estava o cofre e o dinheiro, e logo após encontrar o cofre deram um tiro na cabeça da idosa.

Conforme a Polícia Civil, o foragido da Justiça de São Paulo, Valmir Teixeira Pereira, 33 anos está sendo apontado como o autor do disparo que provocou a morte de Elza. Pereira já foi condenado a 20 anos de prisão por outro crime de latrocínio cometido na cidade de Americana, interior do estado de São Paulo.

Após checagem, os investigadores descobriram que Pereira após fugir para o estado de Minas Gerais teria feito a troca de documentos.

Os policiais verificaram que apesar da troca de documentos, ele manteve o nome da mãe e o que chamou a mais a atenção, foi a pouca diferença da data de nascimento de Mauri (dez/1975) e Valmir (set/1975), sendo conferidas as fichas datiloscópicas de ambos, onde foi constatando ser a mesma pessoa.

O acusado do latrocínio é ex-funcionário da fazenda e teria prestado serviço no local por aproximadamente seis anos.

Através dele, a polícia chegou até Alex Castro Silva de 23 anos funcionário da propriedade rural e amásio da enteada da vítima que também teria participação no crime.

Silva elaborou um mapa para a ação de Pereira, mas durante interrogatório policial, disse que foi pressionado pelo criminoso, alegando que teria sido ameaçado de morte, caso “abrisse o bico e não fizesse o mapa”.

Após prender Pereira, foram realizadas diligências na casa do acusado, onde foram encontrados alguns pertences, e provas de que ele praticou o delito, sendo localizado um capuz, o qual ele alegou ter adquirido na exposição.

O mapa com detalhes da casa, um jornal com a reportagem do assassinato e uma cápsula de revólver calibre 38 também foram encontrados.

De acordo com a polícia, as investigações continuam com a finalidade de descobrir o nome de outros dois participantes do crime. (Com informações da Assessoria de Comunicação da Polícia Civil)

Comentários