03/09/2014 11h03 – Atualizado em 03/09/2014 11h03

A DEAIJ (Delegacia de Atendimento à Infância e Juventude de Campo Grande/MS), após receber a informação de que dois adolescentes desta capital, postaram na rede social Facebook (em perfil público), no decorrer do mês de agosto de 2014, fotografias onde ambos apareciam exibindo tabletes de maconha

Da Redação

A DEAIJ (Delegacia de Atendimento à Infância e Juventude de Campo Grande/MS), após receber a informação de que dois adolescentes desta capital, postaram na rede social Facebook (em perfil público), no decorrer do mês de agosto de 2014, fotografias onde ambos apareciam exibindo tabletes de maconha, bem como frases alusivas e incentivadoras sobre o uso da referida droga, iniciou as investigações objetivando a identificação dos menores e das circustâncias dos fatos.

Na data de 28 de agosto de 2014, os agentes localizaram e qualificaram os menores, os quais foram conduzidos à sede da Unidade Policial, juntamente com os respectivos responsáveis legais, local em que prestaram declarações e apresentaram suas versões sobre a infração penal, confessando o envolvimento e declinando também o nome do autor da fotografia e da pessoa que lhes forneceu o entorpecente.

O autor da foto foi também conduzido à DEAIJ e prestou declarações, sendo que cópia dos autos foi remetida à DENAR (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) para investigação acerca da responsabilidade do suposto traficante “Careca”, apontado pelos adolescentes como fornecedor da droga. Segundo o delegado responsável, Dr. Maércio Barboza “os infratores responsáveis pelas postagens responderão judicialmente pelo ato infracional equiparado ao crime previsto no artigo 287, do Código Penal (Apologia de Crime ou Criminoso), ficando sujeitos às medidas socioeducativas previstas no artigo 112 do Estatuto da Criança e Adolescente – ECA”, finaliza.

(*)Com informação de Policia Civil

Comentários