13/10/2015 16h37 – Atualizado em 13/10/2015 16h37

Aeroporto não teve operação de voos no domingo e segunda-feira por condições climáticas

“Cada companhia Aérea tem regulamento a cumprir e a suspensão dos voos não é alçada de quem administra o aeroporto, mas de cada empresa aérea”, explica o superintendente do Aeroporto

Assessoria

A nível de esclarecimento, a Prefeitura de Três Lagoas informa à população que no último domingo (11) e segunda-feira (12) não houve pouso e decolagem de aeronaves no Aeroporto Municipal “Plínio Alarcon” por questões climáticas.

Diante do ocorrido, o superintendente do Aeroporto, José Estevão Palma atenta que todo Aeroporto está sujeito a um imprevisto do tipo, seja de pequeno ou grande porte. “Cada companhia Aérea tem regulamento a cumprir e, a suspensão dos voos não é alçada de quem administra o aeroporto, mas de cada empresa aérea”, explica.

A incumbência da Prefeitura é manter o Aeroporto funcionando com os devidos equipamentos e colaboradores a postos, como acontece diariamente.

Para realizar o pouso normalizado, o piloto deve ter visão, mínima, numa altitude em rota de 700 pés de altura.

O superintendente explica que nem com o funcionamento do PAPI (Precision Approach Path Indicator / Indicador de Percurso de Aproximação de Precisão) seria possível a realização dos pousos normalizados devida situação do tempo.

Devido às condições, as Cias Azul Linhas Aéreas e Passaredo optaram pela suspensão de decolagens também na segunda-feira (12).

AERONAVE – CIA AZUL

Uma aeronave da Cia Azul Linhas Aéreas enfrentou problemas de pane elétrica e, para segurança dos passageiros, após o pouso das 10h de sábado (10), o avião decolou somente no feriado, segunda-feira (12) às 19h, pois foi necessário aguardar a substituição de peças sobressalentes para transportar todos em segurança.

(*) Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Três Lagoas

Aeroporto Municipal Plínio Alarcon. (Foto: Assessoria).

Comentários