Em entrevista exclusiva ao jornalista Ricardo Ojeda, o Presidente do Sindicato da Administração Penitenciária de Mato Grosso do Sul, André Luiz Garcia Santiago, alertou sobre a falta de estrutura e gestão do sistema penitenciário no estado.

O alerta foi feito após um servidor ter sido mantido refém por quase 10h em Ponta Porã. “A situação chegou a esse ponto devido à falta de gestão e planejamento. Já tínhamos solicitado a transferência do detento envolvido, dissemos que havia denúncias que havia facas lá dentro. Mas não levaram nossas solicitações em consideração”.

André também falou sobre a superlotação dos presídios e faz um alerta. “A lei não está sendo cumprida. Deveríamos ter 5 detentos para cada agente. Hoje temos uma média de 50 e, em alguns casos, chegamos a ter 800 detentos por agente. É absurdo”, disse.

Segundo ele, a falta de gestão está levando o estado para uma situação de possibilidade de rebeliões e fugas em massa. Santiago alerta que faltam agentes para cuidar, especialmente, das muralhas.

“Em Campo Grande temos 2600 presos no Presídio de Segurança Máxima, com 10 plantonistas. Houve, recentemente, uma chuva de ‘encomendas’ que meliantes jogavam pelo muro. Todo tipo de objeto: celular, drogas. Foi a feira de fim de ano”.

Santiago afirma, apesar da Emenda Constitucional 104 (PEC da Polícia Penal) ter sido promulgada em 2019, servidores que podiam ser convocados para o serviço continuam esperando. “A Agepen está à deriva. Mato Grosso do Sul foi o único estado do país a criar a Polícia Penal por decreto. Isso é inconstitucional. Se o Policial Penal der um tiro pode ser demitido, porque não se cria polícia por decreto. A categoria foi apunhalada pelas costas por um servidor de carreira, que está na direção da Agepen”, afirmou. Saiba mais sobre esse assunto assistindo o vídeo do advogado do Sinsap, ao lado.

Durante a entrevista, André traçou o diagnóstico da situação prisional e da segurança pública de Mato Grosso do Sul. Confira a entrevista completa no link abaixo.

https://www.facebook.com/tvperfilnews/videos/223264599424658
Comentários