03/09/2014 17h44 – Atualizado em 03/09/2014 17h44

Grandes safras dos EUA pressionam as cotações de soja e de milho. Especialista diz que produtores devem se adaptar a queda de rentabilidade

Da Redação

As seguidas grandes safras de grãos dos Estados Unidos acompanhadas dos recordes de produção do Brasil pressionaram as cotações de soja e milho para baixo e os agricultores brasileiros terão de aprender a conviver com este cenário, que apresentará outras oportunidades de mercado. A avaliação é de Fernando Muraro, que é agrônomo e fundador da empresa de assessoria de comercialização de grãos AgRural.

Ele ministrará palestra aos agricultores de Amambai, durante o Circuito Aprosoja, nesta quinta-feira (4). O evento é realizado pela Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS) e será realizado no salão de eventos do parque de exposições do município.

Segundo Muraro, o cenário futuro não é estimulante, mas existem estratégias para lidar com as baixas cotações. “Não tem como os agricultores diminuírem sua produção por que existe consumidores. O mercado não é mais somente oferta e demanda, é mais complexo e exige análises financeiras”, destaca o agrônomo que apresentará aos produtores rurais de Amambai a palestra “Mercado de Soja e Milho Safra 2014/2015”.

Muraro afirma que os lucros podem diminuir, mas que os produtores devem se adaptar a este novo cenário. “Será uma nova experiência em que o volume não significará maior rentabilidade, mas com a excelência na produção e altos níveis de produtividade, novos mercados podem se abrir”, pontua o palestrante, deixando os detalhes econômicos para sua apresentação.

Para o presidente da Aprosoja/MS, Mauricio Saito, além das informações sobre a produção da safra 2014/15, agricultores de Amambai terão a oportunidade de debater estratégias de comercialização. “Não basta estar atento às cotações para decidir o período ideal de comercialização dos grãos. A estratégia precisa envolver um cenário macro e a palestra será uma oportunidade eficiente para entender este cenário”, destaca.

De acordo com a Aprosoja/MS, as inscrições para o evento são gratuitas e podem ser realizadas no local em que será realizado o circuito.

(*)Com informação de G1 MS

Especialista aponta queda nas cotações da soja e do milho (Foto: Anderson Viegas / Agrodebate)

Comentários