01/08/2008 08h33 – Atualizado em 01/08/2008 08h33

Mesmo depois de várias ocorrências, inclusive com vítimas fatais, a prática de deixar animais para pastar na beira da rodovia ainda é constante. Na MS 395, no trecho que liga Três Lagoas a Brasilândia, próximo ao Distrito João André é um exemplo disso. Apesar da intensa fiscalização da Policia Rodoviária Estadual, os proprietários dos animais ainda não se mostram inibidos, isso porque não imaginam que esse costume é um crime e que custar muitas vidas.

REPERCUSSÃO NACIONAL

Recentemente um caso semelhante e que foi repercussão nacional por meio do Fantástico da Rede Globo, destacou a situação do aposentado, Alvino Pedro Leite, de 79 anos, preso na presídio de Bataguassu por crime ambiental e “perigo para a vida ou saúde de outrem”: ele, que mora em um sítio, foi punido por levar vacas para pastar na reserva da Cesp, às margens da rodovia.

Comentários