05/04/2016 09h55 – Atualizado em 05/04/2016 09h55

Após 4 meses, Fibria cumpre acordo com moradores do Jupiá

Em protesto, devido às precárias condições de trafegabilidade na via, moradores bloquearam a Egídio Thomé em dezembro do ano passado para reivindicar melhorias na rua que dá acesso ao bairro de Jupiá

Daniela Silis e Ricardo Ojeda

Decorridos quatro meses, a Fibria, empresa líder mundial na produção de celulose, cumpriu acordo feito com moradores do bairro Jupiá. As melhorias reivindicadas pelos populares que residem no bairro que em dezembro do ano passado, em protesto bloquearam a rua Egídio Thomé foram iniciadas no sábado passado, (02) pela empresa Hidroplan.

Devido às péssimas condições de trafegabilidade na via, em dezembro do ano passado foi feito um bloqueio veja matéria na rua pelos moradores do bairro. Eles reivindicaram melhorias na Egídio Thomé, devido à degradação da via que dá acesso ao bairro. A degradação foi provocada pela intensa movimentação de carretas que transporta fardo de celulose da fábrica da Fibria ao armazém instalado no bairro.

A Fibria montou um entreposto para depósito de celulose no local para serem armazenados e embarcados no trem, que transporta a carga para o terminal portuário de Santos (SP). Na ocasião, a via foi bloqueada por tempo indeterminado, impedindo a passagem de caminhões pela avenida. A manifestação era pacífica e contou com o apoio do vereador Gil do Jupiá. Outros veículos, como carros, motos, ônibus coletivos, não foram impedidos de trafegar pela via.

ACORDO

A empresa marcou reuniões veja mtéria com moradores e, decorrido quatro meses após a ação, a empresa Fibria cumpriu com a palavra. Nesse sábado foi dado início ao recapeamento e melhoria da rua Egídio Thomé, que dá acesso ao bairro Jupiá. O trabalho de recuperação compreende o trecho que inicia na entrada da empresa Cargill e segue até o deposito de entreposto da Fibria. A empresa Hidroplan está sendo responsável pela obra.

Construtora contratada pela Fibria iniciou o serviço de recuperação da via no sábado e deve concluir ainda nesta semana (Foto: Ricardo Ojeda)

No dia 17 de dezembro do ano passado, um grupo de moradores liderados pelo vereador Gil do Jupiá interditaram a via impedindo a passagem das cartetas carregadas de fardos de celulose (Foto: Ricardo Ojeda/Arquivo)

Comentários