Ao todo, são 253 homens e mulheres que já concluíram todas as etapas do certame e estão aptos a ingressar no serviço público

A nomeação dos 253 alunos formados pelo curso de policial penal da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) será publicada em Diário Oficial ainda esta semana. A confirmação foi dada ao deputado estadual Coronel David (sem partido) pelo governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB).

Na semana passada, o parlamentar se reuniu com o chefe do Executivo para tratar sobre assuntos ligados à Segurança Pública e, na ocasião, reforçou a necessidade da convocação dos policiais penais aprovados no concurso público realizado em 2016.

Ao todo, são 253 homens e mulheres que já concluíram todas as etapas do certame e estão aptos a ingressar no serviço público. “Esta nomeação é extremamente importante para todos aqueles que fizeram o curso de formação”, declarou o deputado, lembrando a situação dos candidatos que abandonaram seus empregos para participar do curso.

Coronel David enfatiza que, apesar das dificuldades financeiras o Governo do Estado vai investir na contratação de novos profissionais. Estes deverão atuar no novo presídio da Gameleira, unidade masculina com 603 vagas.

“Ninguém substitui o homem e a mulher no desempenho da função e na proteção do cidadão”, declara Coronel David ao enfatizar sua atuação na defesa da Segurança Pública. “Vamos continuar trabalhando para que essas nossas ações com o Governo do Estado possam se traduzir em melhorias para instituições que cuidam do cidadão aqui do Mato Grosso do Sul”.

Azambuja afirma estar cumprindo o compromisso assumido com a categoria. “Desde 2017 já chamamos 605 agentes, em quatro diferentes convocações. Agora, na quinta convocação, que sai nesta semana, serão mais 253 agentes. Um total, portanto, de 858 agentes nomeados no nosso governo”, destacou o governador sobre a valorização das forças de segurança pública.

Os nomeados vão atuar nas áreas de Assistência e Perícia; Administração e Finanças; e Segurança e Custódia em presídios por todo o Mato Grosso do Sul.

Fonte: Assessoria Coronel David

Comentários