03/05/2018 10h43

Brasil está entre os 30 países que mais implantam energia solar no mundo; Três Lagoas é uma das regiões com maior incidência de radiação solar diária

Gisele Berto

Três Lagoas está entre os lugares mais quentes do país. A incidência de sol sobre a cidade é comparável a locais como Ceará, Bahia e Piauí, com cerca de 5,2 horas de pico de sol ao dia. E cabe ao três-lagoense tirar bom proveito dessa dádiva que são os raios solares.

A força do sol, tão abundante por aqui, seria muito valiosa em todo o mundo. Dentre as energias renováveis, a solar é a que mais tem se destacado nos últimos anos, representando 48% de todo o investimento mundial em energia limpa. Já no Brasil, o investimento no ano passado foi de US$ 6,2 bilhões com alta de 10% em relação a 2016.

Os investimentos mundiais em energia solar somaram US$ 160,8 bilhões em 2017, segundo os números anuais da Bloomberg New Energy Finance (BNEF), representando um aumento de 18% em relação ao mesmo período do ano passado.

MARCA HISTÓRICA

De acordo com os dados divulgados pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) o país recentemente atingiu 1 gigawatt (GW) em projetos operacionais da fonte solar fotovoltaica conectados na matriz elétrica, o que coloca o Brasil no grupo dos 30 países que mais implantaram energia solar no mundo. Esta potência é suficiente para abastecer 500 mil residências do país, produzindo energia renovável, limpa, sustentável e competitiva capaz para atender o consumo de dois milhões de brasileiros.

“A marca histórica de 1GW de potência instalada em energia solar é um marco, um divisor de águas. Os projetos e as instalações estão ganhando escala, um fator extremamente importante para os fabricantes e para toda cadeia na geração solar fotovoltaica”, afirma Anaibel Novas, gerente solar da multinacional austríaca Fronius, fabricante de painéis solares.

INVESTIMENTOS

Segundo a ANEEL, até 2024, cerca de 1,2 milhão de geradores de energia solar ou mais deverão ser instalados em casas e empresas em todo o Brasil, representando 15% da matriz energética brasileira e até o ano 2030 o mercado de energia fotovoltaica deverá movimentar cerca de R$ 100 bilhões.

Em Três Lagoas o mercado começou a esquentar. Devido ao aumento do preço da energia elétrica e dos financiamentos recentemente liberados pelo Fundo Constitucional de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FCO), cada vez mais pessoas e empresas estão investindo nessa energia limpa, renovável e muito mais barata que a elétrica produzida por usinas.

De acordo com o engenheiro eletricista Jeandress Chaves Gattis, proprietário da Eletron Solar, o número de projetos comerciais tende a triplicar nos próximos meses. “As pessoas estão entendendo melhor o conceito da energia solar, sentem a economia e dão valor ao fato de usarem uma energia limpa”, afirma.

O potencial ainda é enorme. Existem apenas pouco mais de 30 instalações de energia solar na cidade.

COMO FUNCIONA

O modelo utilizado pelo Brasil é o de geração distribuída. Após o sistema de placas solares instalado o inversor é ligado à rede de energia tradicional. A conta da energia vem unificada, e a energia que a casa “produz” por meio dos raios solares captados pelas placas é descontada da energia total gasta. Dessa forma, o cliente acumula “créditos” de energia. Frequentemente as instalações produzem mais energia do que a casa gasta, então é comum o pagamento apenas da taxa mínima de fornecimento (cerca de R$ 54 para sistemas bifásicos e R$ 120 para sistemas trifásicos).

VEJA AS VANTAGENS DE INVESTIR EM ENERGIA SOLAR EM TRÊS LAGOAS

“Em uma cidade quente como a nossa as pessoas optam pela energia solar pelo conforto de poder manter o ar-condicionado ligado sem se preocupar com a conta de luz e com a certeza de que a energia usada é limpa e não prejudica o meio-ambiente”, afirma Gattis.

Um sistema residencial padrão custa entre R$ 15 mil e R$ 30 mil. O valor já pode ser financiado pela maioria dos bancos. Para sistemas comerciais, pode-se usar o financiamento via FCO. O retorno do investimento ocorre em cerca de quatro anos. Dependendo dos gastos da pessoa ou comércio, a economia pode chegar a 95%. Quanto mais a pessoa gasta, mais ela economiza, porque mais créditos consegue abater do total da conta.


Em Três Lagoas, o potencial para investir em energia solar ainda é enorme. Na cidade existem apenas pouco mais de 30 instalações (Foto: Divulgação)

O Engenheiro eletricista,Jeandress Chaves Gattis falou ao Perfil News que o número de projetos comerciais tende a triplicar nos próximos meses (Foto: Ricardo Ojeda)

Um sistema residencial padrão custa na faixa de R$ 15 mil e R$ 30 mil, e o valor já pode ser financiado pela maioria dos bancos (Foto: Divulgação)




Comentários